Barakamon – Quando o simples é inspirador

©Barakamon – Kinema Citrus

Oie!!! Aqui é a Manu, e dessa vez vou falar sobre um anime super gostosinho de se ver, que é Barakamon.

Barakamon é um slice of life com comédia e uma pitadinha de drama. É baseado em um web mangá escrito por Satsuki Yoshino, conta com 12 episódios e foi lançado em 2014 pelo estúdio Kinema Citrus.

©Barakamon – Kinema Citrus

 

A história acompanha Seishuu Handa um calígrafo promissor que após um ato de violência contra um “juiz” que analisou sua obra como sem criatividade, foi enviado por seu pai para uma ilha no interior do Japão (Ilhas Goto) para refletir sobre seus atos e buscar inspiração.

Longe de Tóquio, Handa quer calma para se inspirar, porém ao conhecer os moradores da pacata cidadezinha, descobre que eles são tudo, menos pacatos, afinal, os moradores infiltram-se em sua vida sem que ele ao menos tenha chance de interferir.

©Barakamon – Kinema Citrus

O anime traz reflexões de forma natural, você não sente que foi forçado a pensar sobre o assunto. São apenas 12 episódios, porém a mensagem que ele transmite vale por 50.

A genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração

O anime tem minha criança favorita dos animes, a Naru. Ela nos faz pensar que se tivermos filhos (ou sobrinhos), eles têm que ser como ela… Ah, e por favor, não misturem a relação entre Naru e Handa com as relações de Usagi Drop (mangá), como já vi algumas pessoas fazendo…

©Barakamon – Kinema Citrus

Os demais personagens também são muito bons, tem os amigos da Naru, que são crianças arteiras e que não deixam Handa em paz, tem umas adolescentes folgadas, entre elas uma que se descobre uma fujoshi, além de uns vovôs e vovós que dá vontade de dar uns abraços…

©Barakamon – Kinema Citrus

Handa parece um adolescente, pelo menos age como um… Porém, acompanhamos seu amadurecimento, sem ver sua personalidade mudada (o que geralmente acontece)…

©Barakamon – Kinema Citrus

Também acompanhamos o esforço dele em busca de inspiração, que ocorre graças a ajuda dos novos vizinhos, e principalmente da Naru.

©Barakamon – Kinema Citrus

O enredo é simples, mas muito bem construído, a comédia é muito bem encaixada, e a animação traz cenários lindos. A trilha sonora é muito boa, e a opening é incrível, tanto a música quanto a letra. (らしさ – Super Beaverse não quiserem assistir o anime, pelo menos ouçam a música, e vejam sua tradução).

©Barakamon – Kinema Citrus

O anime não fica bobo ou pesado, achei super equilibrado. É fácil rirmos com os personagens, e sentirmos o mesmo que eles. É perfeito para acabar com aquela ressaca depois de assistir algo mais complexo.

Vocês precisam dar uma chance a esse anime, ele tem poucos episódios, então vocês podem acabar assistindo-o de uma só vez. Além disso, Handa fez tanto sucesso  que foi lançado um mangá com 7 volumes chamado Handa-kun sobre a vida dele no colegial, além de uma adaptação em anime com 12 episódios (ainda não vi, mas está na minha lista).

©Barakamon – Kinema Citrus

Depois de assistir, percebemos que precisamos aproveitar mais as coisas simples da vida, às vezes focamos tanto em um objetivo, que não curtimos o momento em que estamos, e podemos deixar passar momentos lindos por não querermos escalar um simples muro.

Depois dessa reflexão, acho melhor deixar vocês contemplarem por si só… Vou ficando por aqui, e até a próxima!

Posts Relacionados