Bungou Stray Dogs Dead Apple – Análise do filme

©Bones/Bungou Stray Dogs

Olá leitores do Animystic, aqui quem fala é o Guaraná, e hoje falaremos um pouco mais sobre Bungou Stray Dogs: Dead Apple, filme que esteve em cartaz em vários cinemas espalhados pelo Brasil nesse último mês de agosto.

Nome do filme: Bungou Stray Dogs: Dead Apple
Gênero: Ação, Mistério, Superpoderes e Comédia
Studio: Bones
Estreia: 3 de março de 2018 (Japão), 29 de agosto de 2018 (Brasil)
Duração: 1 hora e 30 minutos (90 minutos)

Sinopse do Filme

Usuários de poderes ao redor do mundo, estão repentinamente cometendo suicídio. Em todos os casos, todos esses suicídios aconteceram depois de uma estranha névoa aparecer. Ango Sakaguchi contata a agência dos detetives armados para investigar a situação, e então, eles partem atrás de Tatsuhiko Shibusawa, um usuário de poder conhecido como ”Colecionador” e que é o principal suspeito de todos esses estranhos casos de suicídio

Breve pesquisa

Bom, para começar, eu queria destacar um certo ponto interessante. Antes da sessão começar eu decidi perguntar para várias pessoas se elas realmente conheciam Bungo Stray Dogs, ou se estavam lá apenas pela oportunidade de assistir um filme de animação japonesa no cinema. Das 10 pessoas a quem fiz a pergunta, 8 ainda não tinham tido nenhum contato com as duas temporadas da animação para TV, o que prova que vários ali estavam lá apenas pela oportunidade de ver um filme de anime no Cinema. Essa informação é bem útil, pois prova que várias pessoas querem outros filmes de animação no Brasil. Enfim, vamos pra análise.

©Bones/Bungou Stray Dogs

Análise Geral (Enredo e Personagens)

O filme começa bem, ele  apresenta os personagens tanto da agência de detetives armados, quanto os da máfia do porto, que são as duas frentes principais da história de Bungo Stray Dogs. Mesmo as informações sendo bem poucas e bem simples (Idade/nome do poder), elas são de extrema utilidade para quem caiu de paraquedas no filme e não sabe nada sobre o universo do anime.

Para os fãs de Bungo Stray Dogs, eu já deixo avisado que o filme deixa de lado vários dos personagens, focando naqueles que já tinham sido bem mais explorados na série de TV, que no caso são: Akutagawa, Kyouka, Atsushi e Dazai,  além dos outros dois antagonistas, Fyodor D e Shibusawa

Outra coisa que eu percebi no filme foi o clima tenso, Bungo Stray Dogs sempre teve cenas desse tipo, entretanto essa tensão em várias vezes era quebrada, já que estava na cara que nada de mal iria acontecer aos personagens da série. Desta forma, um dos grandes pontos altos do anime sempre foi a comédia sabendo utilizar muito bem dos trocadilhos e piadas.

Essa comédia fez falta em alguns momentos do filme. Faz parte da identidade da série, e foi praticamente deixada de lado quase que por inteira. 100% de tensão não é algo que combina com o clima da série, porque você sabe que essa tensão não vai levar em lugar algum.

©Bones/Bungou Stray Dogs

Outro ponto fraco do filme foram os dois vilões. As personalidades de Fiodor e Shibusawa foram apresentadas ao público de forma bem superficial. O que deu a entender é que um é masoquista que só quer ser morto, enquanto  o outro tem um simples e puro desejo de ver o caos se espalhar.

Os dois não tiveram praticamente nada de background explorado, o que tornou suas motivações para aquilo ali serem ainda mais fracas. Sem uma explicação, fica difícil criar uma ligação com os personagens, seja ela de ódio ou de amor.

©Bones/Bungou Stray Dogs

Se por um lado os vilões foram o ponto baixo, por outro, os ”heróis” foram o ponto positivo desse filme. Mas uma vez podemos ver como os fantasmas do passado de Atsushi continuam assombrando ele em um momento de crise.

Atsushi acredita que não merece viver, e tende a se sacrificar pelo bem de todos. Muitas de suas ideologias estão ligadas ao seu passado no orfanato e todo o abuso que sofreu durante sua infância. Em certo momento, esse background é ligado a um dos vilões, e essa é uma clara tentativa de convencer o público de que um teria que enfrentar um outro em certo momento.

Kyouka também é muito bem explorada, no começo da série para TV muitos apostavam nela como um par romântico pra Atsushi, ou apenas alguém para ser a dupla dele na agência de detetives. Com o passar do tempo o desenvolvimento do personagem foi aumentando e eu criei certo carinho por ela.

Em Dead Apple, eu gostei muito da forma como aplicaram a ligação dela com seus poderes e todo seu trama no passado. Ao final de tudo isso é que eu comecei a ligar os pontos e vi que a luta contra Shibusawa era uma luta para todos os personagens enfrentarem seus traumas passados.

Dos 3 personagens centrais do filme, Akutagawa foi o mais sem graça, sua motivação continua sendo a mesma de sempre. Tentar provar para seu mentor, Dazai, que cresceu e que agora é alguém muito forte. O filme só reforçou o quanto Akutagawa quer ser reconhecido por Dazai, e que esse é realmente  objetivo de sua vida.

©Bones/Bungou Stray Dogs

Analise Técnica

O filme está acima do padrão de animação comum, mas abaixo do padrão de outros filmes do Studio Bones. Isso tudo é entendível, a Bones está com várias produções esse ano, tanto de animes para TV quanto para filmes.

Há cenas incríveis de lutas e de atuação de personagem, a cena de Kyouka chorando é extremamente impactante e bem animada e consegue passar a emoção de uma forma praticamente perfeita. O filme tem um color setting extremamente bem detalhado, com uma variedade de cores bem grandes em várias das cenas. Na trilha sonora, não há muito o que se falar, é a mesma da série de TV.

Conclusão geral

Bungou Stray Dogs: Dead Apple é um filme razoável que sabe trabalhar muito bem a emoção da maioria de seus personagens centrais, no meu ver, o ponto negativo do filme continuam sendo os vilões, que não conseguiram se conectar bem ao resto da trama e a falta de atenção aos outros personagens da agência e da máfia. É um filme bem animado, apesar de estar abaixo do nível da Bones.

Para todos que forem assistir eu recomendo fortemente assistir a primeira temporada e os 4 primeiros episódios da segunda, assim, sua experiência vai ser bem melhor. Para quem quer assistir ao filme sem ter assistido a série de TV, a experiência vai ser um pouco pior, mas ainda agradável.

Nota: 7 – Regular

Pedro Guarani

Tenho 21 anos de idade, sou apaixonado pela parte técnica da animação japonesa. Escrevo sobre animação, enquanto tento engolir o fato de que meu melhor amigo me trocou pela namorada.

Posts Relacionados