Análises Semanais Animes Blog

Goblin Slayer #EP01 ⌈Análise Semanal⌋

Goblin Slayer #EP01 ⌈Análise Semanal⌋

Apresentação do episódio

O anime vinha sido esperado por muitos como uma das grandes obras dessa temporada de outubro, este anime que comeu todas as verbas da produção de Steins;Gate 0, ele mesmo, o Goblin Slayer. O meu medo com a animação é que a White Fox censurassem toda a cena pesada de sangue e estupro, o que por sinal foram bem fiéis nessa parte. Quanto a animação, ficou bem “okay” para um anime de aventura e deram bastante foco para as cenas de lutas do “Goblin Slayer”, um misterioso homem de armadura que é especialista em matar goblins.

©White Fox/ Goblin Slayer

Primeira Metade

O primeiro episódio começa com muita inocência e ingenuidade pelos 3 personagens do grupo de aventura que convidam a “priestess” (feitiçeira /sacerdote feminina). Assim como todo anime com guildas que disponibilizam missões para suas aventuras, elas são dividias por ranks de nível “porcelana” até o mais alto “prata”. A jovem feiticeira loirinha está para começar suas aventuras como uma novata e já de cara pega um grupo totalmente ingênuo e incapacitado para a missão de matar goblins em uma caverna.

©White Fox/ Goblin Slayer

Agora que começa a parte pesada do anime e também como mostram a difícil realidade em um mundo de aventura para pessoas normais e mal preparadas para missões que estão acima de seus níveis. O grupo adentra na caverna dos goblins e são completamente enganados pela inteligência deles (que por sinal não é tanto assim), usando da penumbra deixada pela escuridão deste buraco em que eles se meteram.

©White Fox/ Goblin Slayer

Segunda Metade

Aí que entra a parte do meu medo onde havia comentado no início deste texto. O anime não fez total censuras nas partes gore (cenas que envolvem sangue, decapitação, destroços dos membros do corpo, etc…) e nas cenas de estupro. Pois é, exatamente assim mesmo, o anime Goblin Slayer não poupa esforços em retratar como realmente seriam os goblins na vida real, tanto que a Priestess até mija de medo e desespero ao estar na frente dos goblins. Estes seres são muito conhecidos pelos seus saqueamentos/furtos, agressividade com quem chega perto de seu bando e estupros as moças jovens. O que não é diferente deste anime.

©White Fox/ Goblin Slayer

Para a metade até o final do episódio 1, chegamos a conhecer o misterioso Goblin Slayer (Matador de Goblins), que com a ajuda da Priestess, ele passa o facão no pescoço de todos os goblins que estavam dentro da caverna. Assim então após tanta cena de matança e estupros dos goblins nas garotas do grupo, o Goblin Slayer e a Priestess passam por uma cena reflexiva na qual gera a dúvida “é certo matar Goblins filhotes, mesmo que eles sejam indefesos e inofensivos?”.

©White Fox/ Goblin Slayer

A resposta fria do Goblin Slayer não poderia ter sido melhor apresentada se não com esta frase dele “Um goblin bondoso? Acho que se você procurar muito, pode até encontrar um desses… Mas, no fim, os únicos goblins bondosos são os que nunca saem de seus buracos”. Esse dialogo dele com a loirinha representa bem a experiência dele em toda a aventura e conhecimento sobre estes seres traiçoeiros. Por mais que sejam inofensivos no momento, mais tarde irão crescer e outras pessoas poderão tomar o mesmo rumo que os aventureiros passaram no começo deste episódio.

©White Fox/ Goblin Slayer

Conclusão

O episódio inicial não poderia ter sido melhor representado de uma outra forma senão retratando toda a realidade daquele mundo perigoso de aventura e ingenuidade pregado pelos ignorantes que se acham o maioral. As cenas pesadas dão um outro clima para a série e isso até me empolga para ver como a história tentará trabalhar para não deixar nem tão denso e nem muito fora de foco, que é a aniquilação dos goblins. Algo que me preocupa um pouco é ao rumo que esta obra irá tomar com relação ao roteiro. Eu não tenho lido mais que 5 capítulos do mangá, então não tenho conhecimento para opinar a respeito, contudo acredito que irá se sair muito bem.

©White Fox/ Goblin Slayer

Nota do episódio: 4/5

 

Imagens Extras

 

Henry(Vulpixs) Yamaguchi

Fundador e CEO do Animystic. Moro no Japão desde pequeno até então, sou trabalhador diurno e editor de podcast nos períodos da noite. Amante de animes com boa história, leitura e tudo que envolva Mitologia Grega.

Posts Relacionados