Kaguya-Sama: Love is War #EP01 ⌈Análise Semanal⌋

Kaguya-Sama: Love is War #EP01 ⌈Análise Semanal⌋

Apresentação do episódio

Em uma temporada onde temos Mob Psycho 100 e The Promised Neverland. Kaguya-Sama: Love is War (Eu ainda prefiro o nome do reedit ”Kaguya wants to be confessed to) era o anime que eu mais estava esperando. A obra original é endeusada pelos membros do famoso fórum da internet e continuava conquistado fãs à medida que o tempo passava.

Primeira metade do episódio

Particularmente, eu gostei da atenção que eles deram para o narrador. A função dele é de vital importância e ajuda muito tanto no quesito cômico quanto no andamento da história. As comédias românticas em formato de Sketch são sempre uma faca de dois gumes. Na maioria deles, há muitas cenas inúteis que não agregam em nada para história, e em um cour você tem que ser bem seletivo com o que vai adaptar, já que o objetivo é atrair o público.

A-1 Pictures©

Uma batalha mental ao estilo Death Note mas sem perder a pegada de comédia romântica, esse é o estilo de Kaguya. Além das batalhas mentais, a participação do narrador dando tom épico à batalha entre os dois é outro ponto que vale a pena destacar. A primeira batalha mostra bem como o anime vai se portar durante esse cour, com batalhas mentais, utilizando de metáforas visuais incríveis e de tirar o folêgo. O que deixa tudo mais divertido é o ponto em que o ”Tsunderismo” dos dois chega. Como por exemplo, o plano de Kaguya para ser convidada para o cinema.

Segunda Metade do episódio

Na segunda metade do episódio tivemos duas histórias. O curioso é que algo que eu realmente esperava se concretizou, eles pularam alguns capítulos do mangá. Felizmente, nenhum desses capítulos era de vital importância para o andamento da história.

A-1 Pictures©

Pela primeira vez, eu vou destacar uma parte técnica fora da sua devida área, isso devido a sua importância gigantesca na animação. A direção visual de Kaguya chegou ao nível de criatividade de Mob Psycho. Toda essa criatividade foi vital e aumentou a experiência que já era até então muito boa. A utilização de backgrounds, de efeitos e a própria expressão dos personagens conseguiu demonstrar muito bem a emoção que as personagens sentiam, e mesmo que pareça muito estranho para alguns, eu tenho certeza que esse estilo visual cumpriu e conseguiu passar a mensagem que queria.

Conclusão

Um show de direção e uma estreia que chegou ao nível dos melhores da temporada. Fazia tempo que eu não via uma comédia romântica que conseguiu tanto hype quanto Kaguya. O que podemos esperar agora? Bom, que a adaptação continue boa e consiga fazer com que os possíveis cortes no material não atrapalhe na qualidade.

Nota do episódio: 5/5

 

Pedro Guarani

Tenho 21 anos de idade, sou apaixonado pela parte técnica da animação japonesa. Escrevo sobre animação, enquanto tento engolir o fato de que meu melhor amigo me trocou pela namorada.

Posts Relacionados