Kaguya-Sama: Love Is War #EP03 ⌈Análise Semanal⌋

Kaguya-Sama: Love Is War #EP03 ⌈Análise Semanal⌋

Ainda não viu as análises dos episódios anteriores? Então clique aqui para ser direcionado à página de análise de Kaguya-Sama: Love Is War

Apresentação do episódio

Kaguya vinha tendo a melhor direção da temporada empatada com Mob Psycho e com Dororo, então, o esperado era ver se a direção continuaria boa, já que até as adições de Hatakeyama vinham sendo efetivas e só estavam melhorado uma obra que já era boa.

 Primeira metade do episódio

Quando o episódio começou com a primeira história contando sobre 34% dos adolescentes já terem feito ”aquilo” (Afinal, eles estavam falando de Sexo ou de Beijo? levando em consideração que vem de um mangá seinen…) eu já tinha certeza que seria um daqueles plots de mal entendido muito utilizados em animes de comédia romântica, ano retrasado nós tivemos Gamers que abusou tanto desse tipo de situação que até enjoou e tornou a obra repetitiva, então eu sempre fico olhando bem atento para quando esses tipos de situações aparecem.

A-1 Pictures©

Por sorte, a situação foi bem explorada e acabou funcionando comigo, na maioria das vezes o objetivo desse tipo de situação é dar a sensação de vergonha alheia para o espectador que está assistindo e fazer com que ele fique ansioso pela conclusão do momento para ver todos os personagens passarem por uma vergonha grande, que foi o que aconteceu no final.

Segunda metade do episódio

A segunda metade começou da melhor forma possível, a volta dos duelos mentais entre Shirogane e Kaguya, aquilo que é o destaque da obra e fez ele ganhar o apelido de Death Note do amor. Nesse caso em específico, Kaguya desafiou Shirogane para o jogo das 20 questões, onde um dos jogadores tem 20 perguntas para tentar adivinhar o que o outro está pensando, o detalhe é que só podem perguntas de sim ou de não.

A-1 Pictures©

E há motivos para eu falar que Kaguya é uma das melhores direções da temporada, foi ousado da parte de Hatekeyama fazer alusão ao velho oeste para batalha, trazendo um tom mais épico para a luta entre Shirogane e Kaguya. São metáforas que não estão presentes na obra original e que vem fazendo bastante diferença no anime, já que é um entretenimento a mais para obra, e tira um pouco daquela batalha que seria apenas de palavras caso fosse seguir a risca a obra original.

A-1 Pictures©

Nessa última parte vimos Kaguya tomando partido para ir a escola a pé e sozinha, de longe essa foi uma das histórias mais chatas até agora, com exceção do final, é claro. O que mais me impressionou foram os belos backgrounds que conseguiram mostrar toda a grandeza da cidade grande e o risco de Kaguya naquele momento (Menina rica se perdendo na cidade grande por nunca ter precisado ir andando para escola), mas o final com Shirogane aparecendo e levando ela embora foi de longe a melhor parte.

A-1 Pictures©

Conclusão

Outro grande episódio em termos de direção, poderia ter ganhado um 5/5 se não fosse a última história.

Nota do episódio 4/5

Pedro Guarani

Tenho 21 anos de idade, sou apaixonado pela parte técnica da animação japonesa. Escrevo sobre animação, enquanto tento engolir o fato de que meu melhor amigo me trocou pela namorada.

Posts Relacionados