Kaguya-Sama: Love Is War #EP04 ⌈Análise Semanal⌋

Kaguya-Sama: Love Is War #EP04 ⌈Análise Semanal⌋

Ainda não viu as análises dos episódios anteriores? Então clique aqui para ser direcionado à página de análise de Kaguya-Sama: Love Is War

Apresentação do episódio

Grata surpresa! Quando eu vi o título do episódio, logo soube que iriam haver 4 histórias neste episódio ao invés de três como nos outros. Isso provavelmente vai dar uma acelerada na adaptação, já que o primeiro grande clímax da obra acontece no capítulo 45 do mangá.

Primeira metade do episódio

Eu não penso na mesma linha de raciocínio da Chika em achar que o cosplay realmente possa facilitar a comunicação entre os estudantes do Japão e da França. Mas algo nessa história é bem interessante e fica como informação extra para quem está lendo o texto. A França é o maior mercado de mangás do ocidente na frente de países como Estados Unidos, Alemanha, Espanha entre outros e foi bem legal poder ter visto isso no anime, já que é uma informação que nem todo mundo sabe.

A-1 Pictures©

Mas esse acabou sendo o ponto mais interessante da primeira batalha do dia, o que me decepcionou um pouco, visto que geralmente as primeiras histórias eram as que mais tinham destaque e ocupavam mais tempo de tela. Apesar de que nesse episódio, a divisão estava sendo feita para quatro histórias diferentes, então não tinha como esperar que essa história ficasse com a mesma qualidade das que iniciaram nos episódios anteriores.

A-1 Pictures©

As cenas de jogos para mim são sempre as melhores, elas tem o poder de dar mais enfase a qualquer batalha considerada ”Mental”. O que eu mais gosto nesses jogos é que geralmente você tem duas perspectivas, a de Shirogane e a de Kaguya, na sua clássica batalha mental e a de Fujiwara que está ali realmente só para se divertir. E por falar em Fujiwara, é impressionante como é ela que faz a história andar, o melhor de tudo isso é que ela consegue ser uma participação que não é inconveniente e adiciona ainda mais humor para a história, a cena do Rap foi sensacional.

A-1 Pictures©

Segunda metade do episódio

Eu acho que a terceira história é a que menos teve algo para dar destaque, o que deu pra se destacar mesmo foi a Kaguya ativando o modo tsundere quando confrontada pela Hayasaka e o fato de que o dublador do pai do Shirogane é o Aokiji de One Piece. De resto, o que da pra dar de informação é sobre uma técnica de animação não muito conhecida cujo nome é Kagenashi  ela é uma técnica que tende a tirar as sombras para dar mais ênfase nas emoções do personagem, há exemplos dela em: Bleach, Toradora, Fate/Apocrypha e também na maioria dos filmes do Mamoru Hosoda. Para Kaguya, essa técnica é muito útil já que a obra tende a se focar muito em expressões.

A-1 Pictures©

Shirogane é o nosso representante moral dentro do anime (Pelo menos até o Ishigami aparecer..) o coitado participou daquela típica situação aonde todo mundo sabe fazer algo com exceção da gente, perco a conta de quantas vezes isso já aconteceu comigo e com alguns amigos meus, esse tipo de situação tende a te dar a sensação de que você é uma pessoa burra, que foi exatamente o sentimento que Shirogane sentiu no momento. A lição que aprendemos nessa última história de hoje? Não mexa com o Shirogane, não irá gostar de ver a Kaguya irritada.

A-1 Pictures.

Conclusão

Talvez o episódio mais inconstante do anime até então, eles meio que animaram uma história em sequência que acabou não dando o impacto desejado. É bem como eu disse na primeira análise, histórias de comédias românticas são facas de dois gumes, já que dependem muito dos capítulos certos para serem adaptados.

Nota do episódio: 3/5

Pedro Guarani

Tenho 21 anos de idade, sou apaixonado pela parte técnica da animação japonesa. Escrevo sobre animação, enquanto tento engolir o fato de que meu melhor amigo me trocou pela namorada.

Posts Relacionados