Madoka Mágica e o lado obscuro dos desejos

Hello gente bonita, aqui é a Andressa e decidi escrever um pouquinho sobre Madoka Mágica. Que é uma obra incrível por sinal!

© Madoka Magica/Shaft

Até onde você iria para que seus desejos pudessem ser realizados?

Acho que essa pergunta é capaz de resumir bem a temática central do anime: o ato de desejar, que sempre fora uma característica inerente ao ser humano. Desde muito cedo, somos condicionados a ansiar pelas nossas vontades que ainda não foram realizadas e a sonhar. E segundo Schopenhauer é nesse momento que o sofrimento emerge. São dos desejos, que toda a dor e o sofrimento nascem. Bem, acho que não teria nada melhor do que citar esse filósofo e seus pensamentos no que tange sua obra ”O mundo como vontade e representação”, para ilustrar toda a atmosfera melancólica da obra.

© Madoka Magica/Shaft

Antes de tudo… Mahou Shoujo Madoka Magica é uma obra criada pelo Estúdio Shaft, contando com uma excelente direção de Akiyuki Shinbo. Sendo dos gêneros: psicológico, drama, magia, suspense e possui apenas 12 episódios. Você consegue ver tudo tirando metade de um dia e vale muito a pena, pois a animação é maravilhosamente bem trabalhada e algumas partes possuem um tom artístico russo (sendo mais específica, nas lutas contra as bruxas), sem falar que a trilha sonora é deslumbrante.

© Madoka Magica/Shaft

A história da obra é sobre garotas mágicas… Bom, era para ser, mas toda a construção da história de Madoka Mágica vai além do que um simples mahou shoujo. Muitas pessoas falam que é a desconstrução do gênero, mas para mim toda a estrutura é a do gênero, o que muda é o toque de profundidade que a animação possui.

Na maioria dos mahou shoujo como Sailor Moon, Sakura Card Captors, é tudo muito simples e fofo, como se as garotas vivessem em um conto de fadas. Porém, em Madoka Mágica, a realidade é mostrada de forma nua e crua. E sobretudo, como as personagens irão enfrentar as adversidades da vida e o fardo de ser uma garota mágica sendo apenas uma criança.

© Madoka Magica/Shaft

No início a ideia de ser uma mahou shoujo parece ser empolgante e divertido, pois um bichinho fofo as convence de que será uma aventura mágica e feliz. Eu diria para vocês não se enganarem com a aparência, pois Kyubey esconde muitas coisas.

© Madoka Magica/Shaft

Depois de se tornarem garotas mágicas, as meninas percebem o horror e o drama que é ser uma. A única coisa que elas podem ter certeza é que estão condenadas ao desespero total e que todos os seus desejos ao serem realizados, logo depois se tornarão em um mar de frustrações. O que é bem representado pelo desenvolvimento de cada uma delas.

© Madoka Magica/Shaft

A personagem principal da animação, Madoka é responsável por todo o desenrolar da obra. Quando a história se inicia, vemos uma protagonista indecisa e incapaz de tomar escolhas por si própria, e consecutivamente todas as problemáticas que lhe são apresentadas a faz crescer, amadurecer e ser mais forte.

© Madoka Magica/Shaft

Antes, uma garotinha que era frágil e insegura agora se torna alguém capaz de tomar uma escolha que irá ajudar toda a humanidade e a aceitar a responsabilidade junto com o peso de suportar a dor de todas as garotas mágicas que já existiram.

Além do anime, Puella Magi Madoka Magica também conta com outros três filmes. , que são estes:

  • Mahou Shoujo Madoka Magica Hajimari no Monogatari.
  • Mahou Shoujo Madoka Magica Eien no Monogatari.
  • Mahou Shoujo Madoka Magica Hangyaku no Monogatari. 

Sendo o primeiro filme uma recapitulação dos episódios do anime. A história dos filmes só realmente começa a partir do filme 2. E os indico fortemente caso você não tenha assistido ainda e quiser explorar mais o sentimento de Akemi Homura por Madoka. Que do meu ponto de vista, já seria uma obsessão.

© Madoka Magica/Shaft

Termino por aqui pessoal. Acho que muita gente já viu essa obra de arte, mas caso você ainda não tenha visto, VEJA, vale muito a pena e eu tenho certeza que você não irá se arrepender. DATTEBAYO!

Andressa Araújo

Empolgada, curiosa e ansiosa por natureza. Tenho uma enorme admiração pela cultura oriental e amo joguinhos, arte, ciência e animes. Odeio a monotonia e meu maior sonho é criar uma máquina do tempo para impedir os portugueses de fazerem merda em território alheio. Animes que eu indico: Steins;gate, Mekakucity Actors, Fullmetal Alchemist e Sangatsu no Lion.
Follow Me:

Posts Relacionados