Osamu Dazai – Declínio de Um Homem

Hello galerinha bonita, aqui é a Andressa e dessa vez eu vou falar sobre um alcoólatra genial  que teve uma vida trágica por causa do seu niilismo existencial.

©Osamu Dazai

Osamu Dazai é reconhecido como um dos grandes escritores da idade moderna japonesa, sendo sua escrita marcada por um forte pessimismo em relação a vida por causa de um sofrimento insuperável que fazia parte dele. Dazai era obcecado pelo álcool, e para ele sua vida era completamente desprovida de objetivo e até mesmo de sentido. Provavelmente tenha sido por isso que inúmeras vezes ele tentou se matar e por fim, juntamente com sua mulher, se suicidou.

©Osamu Dazai

     Será que esse cara te lembra algum personagem de anime?

©Bungou Stray Dogs/BONES

Ele mesmo, o fascinado em querer cometer suicídio de Bungou Stray Dogs. Mas saiba que esse personagem foi inspirado em uma pessoa real. E essa pessoa era Dazai, autor do livro Ningen Shikkaku, traduzido para o português como ”Declínio de Um Homem” e para o inglês ”No Longer Human(Não Humano). Não seria um equívoco dizer que essa obra seria a síntese máxima de sua vida e que ela seria capaz de expressar quem ele foi em vida.

©No Longer Human/Osamu Dazai

Declínio de Um Homem, é um livro que traz uma abordagem acerca da depressão, algo que tornou-se comum no século em que nos encontramos. Em um mundo onde os valores se deturpam com facilidade, o conceito de humanidade é o que menos define a raça humana, tendo em vista todos os atos irracionais e egoístas perpetuados por esta. O personagem do livro mostra o quanto é dilacerante viver em uma sociedade doente.

A obra de Dazai foi composta em forma de um diário dividido em três etapas da vida do personagem Yozo, que se sente deslocado no mundo em que vive. Na primeira etapa é abordada a infância do personagem que já demonstrava sua total incapacidade de compreender os humanos que o cercava e suas atitudes distópicas. Na segunda, um homem cada vez mais se afundando em um abismo existencial e na terceira o seu declínio total.

Não, também não entendo isso. Quanto mais penso, menos consigo entender, e vivo sempre assolado pela ansiedade e o medo de ser o único destoante por completo.

Osamu Dazai

Por ser escrito em forma de um diário, podemos sentir cruamente a dor e as angústias do personagem, ou melhor dizendo, do próprio autor.

Teriam essas pessoas se tornado tão egoístas que não só percebem o próprio egoísmo, como chegam mesmo a achar que é algo normal, sem nunca duvidar de si mesmas?

Osamu Dazai

©Osamu Dazai

Muitas pessoas acham que doenças psicológicas são banais e não devem ser tratadas com a mesma seriedade que uma doença física exige. No entanto, por meio do livro No Longer Human podemos perceber e sentir o peso real da depressão e como uma saúde mental instável pode interferir nas relações humanas e na forma que um indivíduo vê o mundo.

O personagem do livro criou uma máscara de piadista imparável para tentar se encaixar em uma sociedade ininteligível para si, apesar de ser atormentado por uma tristeza desolada a maior parte do tempo. Isso mostra que nem sempre uma pessoa que parece ser alegre e contagiante, realmente é feliz de verdade. Sempre existe algo por trás, algo que muitas vezes nunca vem a tona.

Dazai escolheu para si o suicídio, assim como Yozo na sua obra. Foi uma alternativa, dentre inúmeras. Existem pessoas que já nascem com uma melancolia inerente a sua essência, como no caso de Dazai. O fato dele existir já era demasiadamente doloroso para ele e em uma sociedade doente, evidentemente, só pioraria mais ainda o seu estado.

Contudo, suicídio não é a melhor opção e nunca será. O livro é interessante para mostrar que a dor existe, mesmo não estando estampada nas propagandas comerciais, nas redes sociais ou nas relações interpessoais. A dor é o preço que muito gênios pagam pelo desenvolvimento da sua racionalidade. Dazai não a suportou e viu a morte como uma forma de acabar com a sua dor de se sentir um completo estranho entre sua própria espécie. Afinal, quem teria orgulho de se afirmar como humano, tendo em vista todas as crueldades que a humanidade vem praticando até hoje?

Então saiba que se sentir um completo estranho no mundo em que vivemos hoje e não se reconhecer como um humano, não faz de você um doente e sim uma pessoa que ainda é capaz de sentir empatia. Algo que cada vez mais está em falta.

 

     As pessoas existem para o amor e a revolução.

Osamu Dazai

Curiosidades

  • Dazai era famoso com as mulheres.
  • Se suicidou antes de concluir sua obra chamada ”Adeus”.

Isso é tudo gente bonita. Espero que tenham gostado e lembre-se sempre de serem o mais gentil que puderem, às vezes um simples gesto de gentileza pode salvar a vida de uma pessoa que esteja em um estado mental complicado.

Andressa Araújo

Empolgada, curiosa e ansiosa por natureza. Tenho uma enorme admiração pela cultura oriental e amo joguinhos, arte, ciência e animes. Odeio a monotonia e meu maior sonho é criar uma máquina do tempo para impedir os portugueses de fazerem merda em território alheio. Animes que eu indico: Steins;gate, Mekakucity Actors, Fullmetal Alchemist e Sangatsu no Lion.
Follow Me:

Posts Relacionados