Primeiras Impressões – Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba

Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba

Gênero: Ação, Demônios, Histórico, Sobrenatural e shounen (demografia)
Estúdio:
Ufotable (Franquia Fate, God Eater, Tales of Zestiria the Cross, Kara no Kyoukai)
Baseado em:
Mangá
Diretor:
 Haruo Sotozaki (Tales of Zestiria the Cross)
Data de estreia: 06 de abril de 2019

Sinopse:

Japão, era Taisho. Tanjiro, um bondoso jovem que ganha a vida vendendo carvão, descobre que sua família foi massacrada por um demônio. E pra piorar, Nezuko, sua irmã mais nova é a única sobrevivente, também foi transformada num demônio. Arrasado com esta sombria realidade, Tanjiro decide se tornar um matador de demônios para fazer sua irmã voltar a ser humana, e para matar o demônio que matou sua família. Um triste conto sobre dois irmãos, onde os destinos dos humanos e dos demônios se entrelaçam, começa agora.

Análise e opinião pessoal sobre o Enredo

Que responsabilidade, em!? Um dos animes mais esperados, tem tudo para ser o melhor shounen da temporada com um estúdio maravilhoso na produção e uma história que vai amarrar o fã do início ao fim, e praticamente não temos nada de ruim pra falar de Kimetsu. Sua proposta em si já é interessante, em momentos que o episódio vai se transcrevendo já vamos percebendo a característica doce do nosso protagonista, um garoto trabalhador e querido pela família; que como a maioria dos protagonistas de outros animes deu azar na vida. Teoricamente a sinopse estava certa e o tio da cabana também, então garotos e garotas não andem na tarde da noite.

©Kimetsu no Yaiba/Ufotable

“Mas a vida, assim como o tempo, pode mudar. Ele se transforma, e se move. Tempo bom não dura para sempre, e a neve, também, um dia, para. e… sempre que a felicidade é destruída, sempre há… o cheiro de sangue.”

Essa frase em si resumiu totalmente o que foi o primeiro episódio, e ao mesmo tempo deixa uma mensagem pra vida, seja feliz enquanto pode. Esses “Oni’s” mencionados são demônios que vagam pela noite e comem gente, é mais ou menos isso, né? E quando há contato com o sangue de outra pessoa, ela se transforma.

©Kimetsu no Yaiba/Ufotable

Não quiseram economizar no sangue não, é na segunda parte que percebemos que o olfato do protagonista é muito apurado. Neste momento ele percebe que a irmã dele ainda está meio viva e tenta leva-la ao médico, quando descobre que ela virou um Oni, achei meio óbvio, porém, a forma que se encaminhou ao fim foi bem interessante.

Análise técnica

O primeiro episódio veio lindo, maravilhoso, sem palavras para ele rsrs! Queria acabar assim, mas, vamos adiante. Animação de nível primoroso, o estúdio responsável por Kimetsu é o Ufotable que trabalhou em obras como Fate, Tales of Zestiria, God Eater, Kara no Kyoukai e outros muito consistentes. Uma coisa em comum em todos esses foram que todos tiveram um CGI muito bem utilizado, frames lentos sendo utilizados e a multi-coloração que da aquele nível maior a obra, as lutas nesses animes também foram bem trabalhadas e não foi diferente na primeira de Kimetsu, não foi extensa, foi mais emocional, ficando bem trabalhada e linda de se assistir.

De estúdio estamos muito bem servido, vai ser muito raro vim algo falho ou feio, porque temos uma staff bem competente por trás, o Diretor Haruo Sotozaki é bem experiente, é de casa da Ufotable, e tem um anime que ele dirigiu alguns episódios há um tempo atrás que eu gostei muito, Zetsuen no Tempest pelo estúdio Bones, foi um grande trabalho do mesmo, e daquele tempo até agora ele só adquiriu mais experiencia, com toda certeza vai fazer uma grande adaptação. A música tema de abertura é cantada pela LiSa, já ouviram alguma musica dela ser ruim? Mais uma escolha acertada pela equipe de produção de Kimetsu.

Pontos positivos X Pontos negativos

Os pontos positivos até o momentos engolem os pontos negativos. O enredo é cativante, fora que é lindíssimo de se assistir, e quem não gosta de ver coisas lindas? A carga emocional que foi depositada pelo protagonista faz querer que ele se vingue. Se o tema de abertura já é bom, imagina o tema de encerramento, vai ser maravilhoso, esperamos que sim, né? Até o momento não tem pontos negativos visíveis, vão aparecer, porque nenhuma obra é perfeita até o fim, mas os pontos positivos vão sobrar, com toda certeza vai ficar entre os melhores da temporada.

Será que vale a pena fazer a regras de três? (assistir os três primeiros episódios)

SIM!

Nota do episódio 01: 5/5

Márcio Vinicius

Vindo dos esportes eletrônicos e apaixonado pela Cultura japonesa, aqui estou eu lindo, pleno e maravilhoso! Animes que eu indico: Sword Art Online, Shigatsu wa Kimi no Uso e Haikyuu

Posts Relacionados