Primeiras impressões: Kono Oto Tomare!

Kono Oto Tomare!

Kono Oto Tomare!

Gênero:  Música,  drama, escola e shounen (demografia)
Estúdio: Platinum Vision (Servamp, Devils Line, Sayuuki Reload Blast)
Fonte: Mangá
Diretor: Ryouma Mizuno (Saiyuki Reload Blast na assistência de direção)
Data de lançamento: 06/04/2019

Sinopse: A partir da graduação dos membros seniores de um determinado clube, Takezou acabou sendo o único membro do clube “Koto” (uma espécie instrumental tradicional japonês de cordas). Agora que o novo ano escolar começou, o garoto terá que procurar novos membros, ou o clube chegará ao fim. E em meio a tudo isso, um novo aluno entra no clube quase abandonado, pedindo para fazer parte dele.

Análise e opinião pessoal sobre o Enredo

O anime pode trazer um bom desenvolvimento da história. Os dois personagens principais foram bem apresentados e o passado trágico e injusto do Kudo faz com que toda a motivação dele para entrar no clube seja entendida e justificada. O clube vai ser um local em que a amizade desses dois personagens irá se desenvolver, tendo um grande potencial, uma vez que o relacionamento de ambos, logo no primeiro episódio foi de companheirismo e de altruísmo, principalmente da parte do Takezou.

©Platinum Vision/ Kono Oto Tomare!

O primeiro episódio introduziu somente os dois personagens e o avô do Kudo, o fundador do clube. Sendo que o passado desse personagem serviu de motivação para toda a trama. E pelo que tudo indica, a exploração dos acontecimentos poderá fazer com que todo um cuidado e sentimento nasça por esse clube e todos se unam para conviver bem. E a relação dos dois também pode ser cativante.

Análise técnica

O responsável pela direção do anime é Ryouma Mizuno, um iniciante neste cenário. O estúdio responsável pela animação é o Platinum Vision, que produziu Devils Line ano passado e deixou a desejar pelas cenas dos animes serem poucas fluídas e genéricas, mas apesar disso, a animação de Kono Oto Tomare! parece agradável com um tom claro e traços suaves.

©Platinum Vision/ Kono Oto Tomare!

Quanto a fotografia do anime, os enquadramentos e os momentos são bem encaixados e capta bem as expressões do personagens e suas respectivas movimentações. O designer dos personagens apesar de não ser inovador é bem trabalhado e cada um deles traz uma aparência única. Sendo que o personagem Kurata Takezou possui traços que lembra demasiadamente os de Arima Kousei de Shigatsu Wa Kimi No Uso, que por sinal, também é um anime musical. A abertura do anime é cantada por Aoi Shouta e se chama Tone, possuindo um ritmo calmo e alegre. E por fim, os episódios aparentam que serão rápidos e cada conflito se resolverá no próprio episódio. Um ponto até alto dependendo do quanto esse fato irá fazer com que a amizade dos membros do clube se desenvolva.                  .

©Platinum Vision/ Kono Oto Tomare!

Pontos positivos X Pontos negativos

O ponto negativo é que a história do anime se passa muito rápido. Foi muito brusca a introdução do personagem Kudo e do seu passado. Se tivesse sido mais lenta, a cena poderia ter gerado mais  comoção. E quanto ao pontos positivos, a atmosfera da animação é bem agradável e os personagens são amáveis. O anime tem a potencialidade de explorar bem a amizade entre os membros e mostrar como o Takezou vai lidar com todas as situações e desafios que irão surgir.

©Platinum Vision/ Kono Oto Tomare!

Vale a pena fazer a regra de 3? (assistir os três primeiros episódios).

Sim, vale a pena!

Nota do episódio 01: 4/5

Andressa Araújo

Empolgada, curiosa e ansiosa por natureza. Tenho uma enorme admiração pela cultura oriental e amo joguinhos, arte, ciência e animes. Odeio a monotonia e meu maior sonho é criar uma máquina do tempo para impedir os portugueses de fazerem merda em território alheio. Animes que eu indico: Steins;gate, Mekakucity Actors, Fullmetal Alchemist e Sangatsu no Lion.
Follow Me:

Posts Relacionados