Primeiras Impressões: Mayonaka no Occult Koumuin

Mayonaka no Occult Koumuin

Gênero: Mistério, Sobrenatural, Fantasia (Shoujo)

Estúdio: LIDENFILMS (Arslan Senki, Hanebado!)

Fonte: Mangá

Diretor: Tetsuya Watanabe (Schwarzesmarken, Kimi ga Nozomu Eien)

Data de lançamento: 08 de Abril

Sinopse: Miyako Arata recente alocado para o Departamento de Relações Regionais Noturnas do Escritório da Ala Shinjuku descobre que o local para qual foi designado na verdade se trata de uma agência especial que no dia-a-dia lida com acontecimentos sobrenaturais e é a partir de um certo acontecido que Arata começa a descobrir mais sobre o mundo dos Anothers.

Análise e opinião pessoal sobre o Enredo

Adaptado pela LIDENFILMS – o mesmo estúdio de Arslan Senki, Hanebado! e às novas adaptações de Berserk – Mayonaka no Occult Koumuin permeia entre a decepção e o sucesso. Não falo somente pelo diretor, mas pelo estúdio, sabemos que não é nenhuma novidade que a LIDENFILMS tem picos de altos e baixos, vide Berserk e o CG implantado, porém quem acompanha os trabalhos do estúdio sabe que eles têm bons momentos: Hanebado!

©Mayonaka no Occult Koumuin/LIDENFILMS

Enredo pouco chamativo, nada fora da caixinha e situações bem fracas para um primeiro episódio, é o típico animê que se assiste quando não quer se aprofundar na história. Um dos elementos principais: youkais, demônios, anjos ganham uma alcunha até legal para o enredo, algo como Os Outros (Anothers).

©Mayonaka no Occult Koumuin/LIDENFILMS

O primeiro episódio conseguiu usar o gancho no final para pescar um ou dois peixes e eu tenho que concordar que foi inteligente e no ponto certo. Souberam usar o conceito do mistério, porém ainda não foi o suficiente para me fazer ver fielmente.

Análise técnica

Técnica? Sinceramente foi tão batido que a animação numa nota de 0 a 10, beira a 4 e a trilha sonora não impactou, em alguns momentos eu até sentia falta dela. O roteiro é ameno, fraquinho e a ambientação que se espera de algo sobrenatural e com enfoque no mistério foi zero.

©Mayonaka no Occult Koumuin/LIDENFILMS

Pontos positivos X Pontos negativos

Ponto negativo para quase todos fatores, se é para ser um mistério, passou raspando, se era para ter algo de sobrenatural, nem preciso comentar não é – nem mesmo o personagem se impactou com os Outros, imagina eu – e no quesito enredo/roteiro: foi inteligente no final, mas não o suficiente. É melhor assistir A Lagoa Azul na Sessão da Tarde. Esse foi ponto positivo contra “n” fatores. Nunca é o suficiente.

©Mayonaka no Occult Koumuin/LIDENFILMS

Será que vale a pena fazer a regras de três? (assistir os três primeiros episódios)

NÃO!

Nota para o Episódio: 1/5

Vinicius Raphael

Bibliófilo praticante de camping, trilha e entusiasta de Teatro e Circo. Fã de Akira Toryama, Osamu Tezuka, Masami Kurumuda, Haruki Murakami, Bob Dylan e Hayao Miyazaki. Animes que eu indico: Natsume Yuujinchou, Kino’s Journey – The Beautiful World e às animações do Studio Ghibli.

Posts Relacionados