Saint Seiya: Saintia Sho #EP08 e #EP09 ⌈Análise Semanal⌋

Saint Seiya: Saintia Sho #EP08 e #EP09 ⌈Análise Semanal⌋

Ainda não viu a análise dos episódios anteriores? Então clique aqui para ser direcionado à página de análises de Santia Sho

Apresentação do episódio

Olá leitores(as) místicos(as), para não perdemos o comprometimento com vocês, nós decidimos lançar a análise semanal em dose dupla, visto que alguns problemas andaram ocorrendo, instabilidade no site da CR, eu descobrindo uma cegueira gradativa, tratamentos e outras coisas mais, contudo não podíamos deixar de trazer o pão nosso de cada dia – a análise – para vocês leitores. Espero que gostem desta dose dupla e apenas deixem o cosmo queimar com estes episódios pra lá de nostálgicos. E vamos ao que interessa.

Episódios no geral

Éris, a Deusa Maligna retorna e para a tristeza da pequena Saori, a nossa Deusa tem sua alma roubada e aprisionada na maça dourada. É um fato incontestável que a Saori só serviu para ser raptada – vide as outras franquias SAINT SEIYA – e nem mesmo em SAINTIA SHO ela escapou de tal destino. Esse talvez seja um dos motivos “alinhados” dentro do enredo que faz com que a franquia ganhe o coração dos fãs. O conflito é bobo, mas é divertido. Adendo aqui que o bobo não é no sentido pejorativo.

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

O saudosismo se aproxima com a aparição de Aiolia e Mu que, inclusive, nos concede o prazer de duas de suas técnicas mais famosas: Muralha de Crystal e Extinção Estelar. E quem pensou que Éris voltou sozinha, acabou no auto-engano, pois Rigel, O GRANDE Rigel, voltou ao lado de Emony (que cresceu? Sim. Ela cresceu) e Ate. Aiolia também dá uma palhinha do Relâmpago de Plasma que Aiolos, sim, você não leu errado, Aiolos, defende como se não fosse nada.

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

Shaka Aldebaran também aparecem e demonstram-se imponentes e honrados como todo Cavaleiro de Ouro deve ser. Tópico interessante é que Shaka aparece como uma espécie de vigia sobre o túmulo dos Cavaleiros de Ouro mortos durante a Batalha das 12 Casas. Eis a questão, pois Éris com o poder do pomo dourado ressuscita alguns Cavaleiros que morreram – os tais fantasmas – e estes passam a invadir o santuário como forma de distração para a Deusa Maligna concluir seus planos. Estaria Shaka vigiando os túmulos para impedir que os Cavaleiros de Ouro voltassem à vida sob circunstâncias malignas?

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

Outro ponto é a árvore que habita o Éden – local onde se habita o santuário da Deusa Éris – que ao que tudo indica, recolhe energia através das incansáveis batalhas entre os Cavaleiros. Resta-nos saber o real motivo. Lembrando que Saga e Aiolia estavam lutando, aliás, Saga foi o único que foi trazido – não se sabe de onde, se bem que ele explica – e que está envolvido numa batalha que no começo lembrou a tão falada Guerra dos Mil Dias. Ninguém se lembra? Dois Cavaleiros de Ouro vão lá e pá… Ficam de mãos dadas fazendo força e nada deles saírem do lugar. É algo assim.

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

Éris aparece numa pose, meu amigo, eu não sabia se ela era a Deusa da Discórdia ou da Luxúria e isto nos dá uma remissão interessante sobre essa questão. Na maioria dos quadros que retratam os Deuses da Mitologia Grega, muitos estão nus. Adão e Eva quando estavam no Éden estavam nus, ou seja, foi um ponto bem colocado. Toda nudez “não” será castigada.

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

E, por fim, a reunião das Saintias com a inclusão da nova Saintia, Elda.

Conclusão

Recheado de referências e saudosismos, ambos os episódios entregaram um deleite para os fãs. Tudo bem que tiveram pessoas que não gostaram, mas isso faz parte, não se pode agradar a gregos e troianos ao mesmo tempo. No mais, a meu ver, ambos os episódios sustentaram a ideia, sem deixar perder a essência da franquia, visto que nos primeiros episódios do animê, eu tinha a sensação de que faltava algo, porém, aos poucos isso foi aparecendo e trazendo o brilho e a paixão. Ver o Mu usando suas técnicas e a aparição dos outros Cavaleiros foi gratificante, embora tenhamos tido poucas lutas, contudo, tal necessidade por via das dúvidas foi sanada com a emoção – falando como fã? Talvez? – e a curiosidade.

Nota dos episódios:

8 – 4/5

9 – 4/5

Imagens extras

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

©Toei Animation/ Saint Seiya: Saintia Sho

Vinicius Raphael

Bibliófilo praticante de camping, trilha e entusiasta de Teatro e Circo. Fã de Akira Toryama, Osamu Tezuka, Masami Kurumuda, Haruki Murakami, Bob Dylan e Hayao Miyazaki. Animes que eu indico: Natsume Yuujinchou, Kino’s Journey – The Beautiful World e às animações do Studio Ghibli.

Posts Relacionados