Seishun Buta Yarou Wa Bunny Girl #EP02 ⌈Análise Semanal⌋


Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai #EP02 ⌈Análise Semanal⌋

Ainda não viu a análise dos episódios anteriores? Então clique aqui para ser direcionado a página de análises de Seishun Buta Yarou wa Bunny Girl Senpai no Yume wo Minai

Apresentação do episódio

Na análise do episódio anterior eu havia citado que o mistério e o romance andam lado a lado com o drama, sem deixar a peteca cair. Pois bem, neste episódio conseguiram usar do mesmo artifício e até melhor! O que eu já esperava de um episódio na qual apresentasse mais profundidade na tal “síndrome da puberdade” e na ligação dos dois protagonistas de Bunny Girl, conseguiram mostrar muito bem o começo do desenvolver deste magnifico drama.

Primeira Metade – Uma dúvida, uma decisão

Já no começo do episódio, nos aprofundam sobre os problemas da Sakurajima Mai, no qual ela teve de trancar sua carreira como uma atriz na época do fundamental. O motivo era sua mãe, a mesma fazia de tudo para conseguir dinheiro ao se aproveitar da própria filha. Como Mai era uma garota bonita desde pequena, todas as redes de televisões estavam atrás da menina para que atuassem em alguma novela ou comercial. Até que participar de uma sessão de fotos com propaganda de biquíni infantil foi a gota d’água para a jovem. Trancando assim a sua própria existência na carreira de atriz, e consequentemente a existência de sua própria vida para todos os seus fãs, por causa da síndrome da puberdade.

Sakuta acaba se atrasando para o “encontro” com a Mai por tentar ajudar uma garotinha perdida e ser confundido com um lolicon. Essa é uma das melhores cenas cômicas que o anime já nos mostrou, já que tanto ele quanto a outra garota vão parar na delegacia por causa de chutes na bunda (pois é).

Para que o segredo da cicatriz não fosse exposto ao público em rede nacional, Mai firma um acordo com a repórter da agência no acordo de que se a tal imagem não fosse exposta, ela anunciaria a volta na carreira de atriz. Decidida para o retorno, Sakurajima Mai manda uma mensagem para sua mãe afim de acertar as contas com ela.

Segunda metade – A miséria da própria existência

Agora vamos ao ponto da insuficiência sobre existência da personagem Sakurajima Mai. Nos dois episódios, a trama sempre quis demonstrar o quanto a querida “coelhinha” tenta se manter forte perante aos ataques emocionais sofridos por ninguém a enxergar ou lembrar de sua realidade.

Quando a mãe da Mai vai de encontro na praia pelo pedido de sua própria filha, ela passa direto como se não tivesse enxergando ou percebendo a existência da Mai. Isso se torna mais triste ainda quando a mãe diz ao Sakuta que não sabe quem lhe chamou até o local e que nunca teve uma filha. Mesmo odiando a própria mãe, Mai se sente completamente abatida pelo baque que tomou, assim como o seu emocional foi totalmente desestabilizado. Sakurajima precisou sair de perto para evitar as lágrimas. Posteriormente, para reconfortar a Mai, Sakuta mostra um gesto de carinho ao dizer que estaria com ela até o final desta jornada, assim então segurando sua mão para demonstrar firmeza em sua decisão.

O emocional e o drama começam a ser protagonistas na segunda metade do episódio. As conversas a sós dentro pequeno quarto de Mai, no meio da madrugada, faz com que ela abra o coração para o Sakuta, contando como ela realmente se sente com toda essa síndrome e como isso afeta negativamente na sua vida. 

 

Conclusão

Podemos perceber um desenvolvimento no romance ao final do episódio, tanto o Sakuta quanto a Mai ficam fazendo gracinhas e intrigas, mas a real é que isso acaba fortalecendo e firmando cada vez mais a relação dos dois. O drama não está exagerado e parece seguir pra um lado triste, o que pode desagradar os fãs de finais felizes. Para mim, o anime está caminhando para um lado muito promissor e nesse episódio tivemos várias pontos explorados para o desenvolvimento congruente.

Nota do episódio: 5/5

Henry(Vulpixs) Yamaguchi

Fundador e CEO do Animystic. Moro no Japão desde pequeno até então, sou trabalhador diurno e editor de podcast nos períodos da noite. Amante de animes com boa história, literatura e tudo que envolva mitologia

Posts Relacionados