The Promised Neverland #EP02 ⌈Análise Semanal⌋

The Promised Neverland #EP02 ⌈Análise Semanal⌋

Ainda não viu a análise do episódio anterior? Então clique aqui para ser direcionado à página de análises de The Promised Neverland

Apresentação do Episódio

Antes de mais nada, para os que ainda não estão sabendo, os episódios do anime sairão todas as quinta-feiras. Diferente da semana que saiu na quarta por causa da data de estreia.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Fazendo agora um apanho geral do que o episódio pôde nos apresentar, tivemos alguns pontos interessantes para se jogar como uma pergunta aberta, com a finalidade de ser respondida somente lá mais para frente da trama. Algo muito usado pelas obras de mistério e suspense, que por sinal o Yakusoku no Neverland está usando muito bem desta arma.

 

Os alcances da Mama

O dia não estava fácil para a Emma após o choque de realidade que tomou na noite em que Conny fora assassinada cruelmente pelos demônios, e também por ter descoberto sobre a verdadeira razão daquele local em que se situavam. Só de olhar o rosto e escutar a voz da Mãe já era o bastante para que a nossa protagonista congelasse e se apavorasse de medo.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Engraçado que sempre quando alguma criança some, a Isabella sempre acha-as rapidamente, e foi assim que Emma e Norman descobriram sobre o rastreador dela, mas não somente isso, o pior de tudo é que assim passaram a saber que ninguém escapa das mãos dela. Ou pelo menos é isso o que nos mostraram até o momento.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Em uma briga de jogos mentais, Isabella tenta encontrar alguma brecha na Emma que sempre foi frágil emocionalmente, pensando que poderia aproveitar desse momento de fragilidade dela. Infelizmente para a Mama, Emma não tem um QI elevado só de faixada e acaba por conseguir dar evasivas com suas falas e um abraço carinhoso de uma filha. Por outro lado, quando a Mãe deixa o local, tanto Norman quanto Emma trazem para fora um suspiro de desespero e tensão na qual precisavam disfarçar.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Quando o emocional sobrepõe o racional

©The Promised Neverland / Cloverworks

Ray como uma criança inteligente, descobre tudo o que estava acontecendo após bisbilhotar as reações e mudanças de comportamento nos seus dois amigos. Ao estar a par de toda a situação, não passa por duvidar dos absurdos que ouvia e acreditava fielmente no que os dois diziam. Seguindo a cena, podemos ver que no momento, o Ray é o mais pé no chão para pensar em algum plano de sucesso.

A Emma é muito impulsiva e toma ações movidas ao seu emocional. Já quanto ao Norman, que igual ao Ray, sempre prezou mais pelo racional do que o emocional. Contudo, suas ações e princípios acabaram por mudar quando sentiu a dor e sofrimento nos olhos da Emma em estar mais preocupada em achar uma solução para salvar toda a “família” dela do que se preocupar com sua própria vida, diferente do Norman que só estaria pensando em si mesmo. A cada vez mais vem se provando que o doce coração da Emma irá guiar o rumo das ações tomadas pelos 3, no decorrer dessa história.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Ray tenta convencer Norman de que o racional deve ser seguido e que se não fosse desta forma, nem eles e nem ninguém conseguiria escapar da fazendo Grace Field. Norman já estava convencido que faria de tudo para manter o sorriso no rosto de Emma e que em nenhuma hipótese a deixaria morrer no decorrer de todo esse caso, nem que para isso acabe custando a vida dele.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Conclusão

No geral foi um ótimo episódio para completar a introdução da série de Neverland, e acredito eu que as adaptações dos próximos episódios serão tratadas conforme o ritmo que o anime já está seguindo, pois cada momento da obra é extremamente importante para o desenvolvimento do mesmo. E de quebra temos uma movimentação pela parte da antagonista, onde nos é apresentado a Sister Krone, mais uma para tomar conta da Grace Field House. No mais fiquemos no aguardo para os 10 episódios restantes.

©The Promised Neverland / Cloverworks

Nota do episódio: 3/5

Henry(Vulpixs) Yamaguchi

Fundador e CEO do Animystic. Moro no Japão desde pequeno até então, sou trabalhador diurno e editor de podcast nos períodos da noite. Amante de animes com boa história, literatura e tudo que envolva mitologia

Posts Relacionados