Hataraku Saibou – O corpo humano não para

Hataraku Saibou

Oiee!!! Aqui é a Manu, estava sumida mas voltei para conversarmos sobre Hataraku Saibou, três anos de biologia em 13 episódios.

Hataraku Saibou (Cells at Work!) é um anime de comédia shounen lançado na temporada de verão de 2018 no Japão, conta com 13 episódios, foi produzido pelo estúdio David Production e é licenciado pela Aniplex. Já o mangá de Hataraku Saibou foi lançado em janeiro de 2015, é escrito por Shimizu Akane e é publicado pela Monthly Shōnen Sirius.

Hataraku Saibou

©Hataraku Saibou

Sinopse:

Dentro do corpo humano, aproximadamente 37,2 trilhões de células trabalham energicamente 24 horas por dia e 365 dias por ano. Recém-treinado, o glóbulo vermelho AE3803, alegre e um tanto aéreo, está pronto para assumir a tão importante tarefa de transportar oxigênio. Como sempre, o Glóbulo Branco U-1146 trabalha duro patrulhando e eliminando bactérias estrangeiras que procuram fazer do corpo seu novo covil. Em outros lugares, pequenas plaquetas estão alinhadas para um novo projeto de construção. Lidando com feridas e alergias, perdendo-se no caminho para os pulmões e brigando com tipos de células semelhantes, o cotidiano das células é sempre agitado, pois elas trabalham juntas para manter o corpo saudável!

O mundo está vivendo um momento difícil, tudo devido a um novo vírus. Logo, se um corpo não estiver saudável pode não ter forças para combatê-lo, o que poderá levar a óbito. É um assunto muito sério, mas, infelizmente, aqui no Brasil muitas pessoas estão distorcendo do foco saúde, e debatendo política. Enfim, não estou aqui para debatermos isso e sim mostrar como um anime pode ser divertido e ao mesmo tempo educativo.

Hataraku Saibou

©Hataraku Saibou

Hataraku Saibou apresenta a força de trabalho do corpo humano…

Os episódios de Hataraku Saibou mostram diversas células do corpo humano antropomorfizadas (forma ou características humanas em algo não humano) fazendo seus trabalhos diários. Porém, podemos dizer que os personagens principais são a Glóbulo Vermelho AE3803 e o Glóbulo Branco U-1146.

A Glóbulo Vermelho acabou de ser formar e começar seu trabalho, porém é bem atrapalhada, vive se perdendo e se metendo em encrenca com as bactérias e vírus que aparecem querendo dominar o corpo. Logo, sempre aparece o Glóbulo Branco lutando para acabar com bactérias e vírus salvando a Glóbulo Vermelho. Apesar de não ser tão impactante, tenho que dizer que as batalhas são bem sanguinárias.

Hataraku Saibou

©Hataraku Saibou

A cada episódio somos apresentados a um problema diferente e as células que trabalham combatendo essa situação. Dessa forma, temos episódios de alergia, arranhões, hemorragias, combate a células cancerígenas, combate a parasitas ingeridos nos alimentos, entre outros. Neles descobrimos quais são as funções dessas células, sempre fazendo relação com a sociedade humana, por exemplo, podemos comparar os glóbulos vermelhos com transportadores, os glóbulos brancos com policiais militares, e as células T com uma força policial especial.

Cells at Work

©Hataraku Saibou

As sacadas descaradas e sutis de Hataraku Saibou…

Podemos dizer que os personagens têm personalidades que combinam com suas funções, por exemplo, você conhece a Macrófago, que tem a aparência super feminina, porém ela é totalmente sádica, combinando totalmente com a sua função de destruir as bactérias. E quando conhecemos as plaquetas nos apaixonamos, pois são os personagens mais fofos em suas funções.

Hataraku Saibou

©Hataraku Saibou

O anime não tem romance, porém você consegue shippar diversos personagens, principalmente o Glóbulo Branco e o Vermelho. Queria muito ver algum desenvolvimento entre os dois, inclusive fica aqui uma pergunta: Será que não é assim que as células se reproduzem? 🙂

Cells at Work

©Hataraku Saibou

Não sei quanto a você, porém eu terminei o colegial há mais de 10 anos, e sinceramente, não lembro o que tive em biologia (tudo que lembro aprendi assistindo Animal Planet), porém, tenho certeza que aprendi mais sobre o funcionamento do corpo humano assistindo esse anime do que na escola. Afinal, a forma como tudo é abordado é simplesmente incrível, você ri, sente tensão e consegue sentir simpatia até mesmo por uma célula cancerígena.

É engraçado como o anime apresenta situações “bestas” para nós como algo totalmente impactante para as células. Por exemplo, você espirra, e aparentemente não é nada, mas para as células é como o lançamento de um foguete. Assim como não ligamos quando sofremos um pequeno arranhão, enquanto para muitos glóbulos vermelhos e brancos é o fim. Além é claro, do arranhão ser a forma de organismos estranhos invadirem o corpo querendo prejudicá-lo.

Virus - Cells at Work

©Hataraku Saibou

Assim também, de maneira sutil, a obra aborda a importância da doação de sangue, a reação do organismo ao tomarmos determinados medicamentos e a seriedade de mantermos nosso corpo sempre hidratado.

Do ponto de vista médico, a obra é muito bem feita, inclusive, muitos médicos assistiram e elogiaram. Por outro lado, não entendo muito da parte técnica das animações, mas do meu ponto de vista, foi bem feita e a trilha sonora é viciante… A opening que é cantada pelos dubladores principais Mission! KenKouDaiIchi é bem chiclete

Opening

©Hataraku Saibou

E tem mais…

Está prevista a 2ª temporada do anime para 2021. Além disso, o mangá tem diversos spin-off, um deles é chamado de Hataraku Saibou BLACK (Cells At Work BLACK), um seinen, que é uma versão em que o corpo onde as células estão está todo “detonado”. Nessa versão as células precisam conviver com o consumo excessivo de álcool, cigarros e até mesmo doenças sexualmente transmissíveis. Inclusive, foi anunciado que haverá adaptação para anime em 2021.

Hataraku Saibou BLACK

©Hataraku Saibou BLACK

Por fim, aproveite a quarentena e assista, nessa data está disponível na Netflix e Crunchyroll.

Posts Relacionados