REVIEW — Kimi no Suizou wo Tabetai (Eu quero comer seu pâncreas)

     Olá galerinha bonita do Animystic! Aqui é a Andressa, sou a nova redatora do blog e espero que vocês gostem dos meus textinhos. E para começar vamos falar sobre Kimi no Suizou wo Tabetai!

©Kimi no Suizou wo Tabetai/VOLN

     Um nome nada comum para uma animação e analisando de primeira vista até meio sem sentido. Afinal, quem seria louco de comer um pâncreas? Mas depois de vermos o filme podemos perceber o significado e a profundidade por trás.

 

©Kimi no Suizou wo Tabetai/VOLN

 

     Sakura é uma personagem que possui uma doença no pâncreas e sua morte se encontra próxima do que parece. A história começa quando Haruki encontra um livro em uma sala de espera no hospital com o título: ‘’Vivendo com a morte’’. Logo depois ele descobre que esse livro pertence a uma colega de classe e resolve conversar com ela. Sakura diz que a única pessoa com quem compartilhou o segredo da doença foi com ele. Um pouco estranho, já que Haruki e ela não eram tão íntimos assim. Sem falar que ambos tinham personalidades bem distintas. Enquanto Sakura era alegre e extrovertida, Haruki era uma pessoa calada e introvertida, que vivia no mundo dos livros. Talvez a personagem quisesse viver seus dias finais com um pouco de normalidade e compartilhar a sua doença com alguém que não fosse a família e por isso acabou contando para Haruki, uma vez que se fosse para seus amigos próximos, eles iriam tratá-la com pena e isso transformaria totalmente o seu cotidiano. Então falar para um meio estranho seria uma opção viável, já que ele não possuiria laços com ela e aceitaria a situação com mais naturalidade.  

     Sakura então faz uma lista de coisas que gostaria de fazer antes de morrer e convence Haruki a acompanhá-la nessa aventura. Conforme o tempo vai passando e os momentos vividos pelos dois se multiplicando, um tipo de sentimento nasce entre eles. Haruki começa a se importar mais com ela e os dois desenvolvem uma relação mais profunda. Porém algo completamente inesperado acontece. Sakura acaba sendo morta por uma facada. Lidar com esse fato foi complicado para Haruki, pois de certa forma o tempo que eles passaram juntos fez com que um cativasse o outro. No fim, os momentos que os dois passaram juntos, fizeram com que Haruki mudasse e percebesse que o mundo era bem mais do que um amontoado de livros e que a vida nem era tão chata assim. Dessa forma o personagem acabou se tornando alguém mais sociável e aberto. Tudo isso graças a nossa querida e carismática Sakura, que mesmo em leito de morte, escolheu encarar tudo de forma positiva e ainda transformou a vida de alguém para melhor. 

 

©Kimi no Suizou wo Tabetai/VOLN

 

     O nome da animação consiste em uma superstição. Sakura tinha lido que se ela comesse o órgão de uma pessoa saudável, o órgão doente em questão seria curado. No filme ela manda uma mensagem para Haruki escrito: ‘’Eu quero comer seu pâncreas’’. No começo, ele não compreende. Mas ao decorrer da história tudo é explicado e Haruki entende o porquê. Sakura queria que sua doença fosse curada e por isso mandou a mensagem que é o nome da animação. Talvez pelo fato de sua morte ser inevitável e comer o pâncreas de outra pessoa jamais curar sua doença, ela escolheu viver seus últimos dias da forma mais feliz possível. Ou será que ela escolheu ele para ficar com ela em seus últimos momentos com o intuito de devorar o seu pâncreas em um momento apropriado? E ela só não conseguiu, por que morreu antes do previsto? Bom isso é algo que jamais saberemos.

 

©Kimi no Suizou wo Tabetai/VOLN

 

     A animação do filme é suave e concilia bem com a história contada de forma calma. O Estúdio responsável pela adaptação dessa novel foi o VOLN, com a direção de arte feita por Yoshito Watanabe. Outro ponto que merece bastante destaque é a parte da animação que faz referência ao livro do Pequeno Príncipe, que é baseada em cores que lembram uma aquarela para se assemelhar aos desenhos contidos na grande obra de Antoine de Saint-ExupéryOs planetas também são algo bastante característico do livro e aparecem na animação japonesa: 

 

©Kimi no Suizou wo Tabetai/VOLN

 

      Talvez a mensagem mais bonita tanto do livro quanto do filme seja a de que o tempo passado com alguém significa muito e não importa que tipo de pessoa seja, se você a cativar, ela será alguém importante e insubstituível para você. E no fim, tudo o que temos são momentos que consequentemente virarão lembranças. Então não custa nada vivermos os momentos da melhor forma possível como a Sakura e o Haruki fizeram, para que nossas lembranças sejam inesquecíveis não é mesmo? 

 

©Kimi no Suizou wo Tabetai/VOLN

 

E para finalizar, fiquem com a frase do livro: ‘’O Pequeno Príncipe’’, que a animação faz alusão. E se você nunca leu o ouviu falar. Sugiro que vá ler, antes que você se torne mais um desses adultos chatos! O livro é cheio de lições importantes para a vida e é escrito de uma forma magnífica. 

Tu não és para mim senão uma pessoa inteiramente igual a cem mil outras pessoas. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo… 

O Pequeno Príncipe 

Curiosidades

  • A história da animação é bem parecida com a do anime Shigatsu wa Kimi no Uso. Se você viu e gostou desse anime, provavelmente vai gostar bastante também de Kimi no Suizou wo Tabetai. E com toda a certeza muitas lágrimas virão.
  • O nome do personagem Haruki faz referência a palavra primavera, que por sua vez se relaciona com o nome da protagonista feminina Sakura. Pois é na primavera que essas flores começam a florescer.

Bom isso é tudo pessoal. Espero que tenham gostado, dattebayo! Deixem nos comentários como foi a experiência e o que acharam do filme. Afinal, cada um de nós possuímos diversos modos de interpretar uma obra e é sempre bom compartilhar com o coleguinha o que pensamos.

 

Andressa Araújo

Empolgada, curiosa e ansiosa por natureza. Tenho uma enorme admiração pela cultura oriental e amo joguinhos, arte, ciência e animes. Odeio a monotonia e meu maior sonho é criar uma máquina do tempo para impedir os portugueses de fazerem merda em território alheio. Animes que eu indico: Steins;gate, Mekakucity Actors, Fullmetal Alchemist e Sangatsu no Lion.
Follow Me:

Posts Relacionados