Primeiras Impressões: Ao-chan Can’t Study!

Ao-chan Can’t Study!

Gênero: Comedia, Romance, Ecchi e Shounen (Demografia)
Estúdio: Silver Link. (Kokoro Connect, Baka to Test no Shoukanjuu, Masamune-kun no Revenge)
Fonte: Mangá
Diretor: Keisuke Inoue (Assistente de Direção em: Masamune-kun no Revenge, Sunohara-sou no Kanrinin-san)
Data de lançamento: 06 de Abril de 2019

Sinopse:

Quando Ao estava no jardim de infância, ela sorria de orelha a orelha enquanto contava a seus colegas de classe como seu pai, um autor erótico de sucesso, escolheu seu nome: “A de Apple e O de Orgia!” Aquele dia ainda a assombra dez anos mais tarde, enquanto ela estuda com um único objetivo em mente: entrar em uma universidade de elite e obter independência de seu pai de uma vez por todas. Ela não tem juventude para gastar e não tem tempo para pensar em garotos … até que seu colega de classe, o “King dos Normies” Kijima, se aproxima dela com uma chocante confissão de amor. Ela tenta afastar Kijima, mas… sua mente sempre corre solta com pensamentos “sujos”, e  ela percebe que seu pai a influenciou totalmente!

Análise e Opinião Pessoal Sobre o Enredo

Minha impressão do anime antes de assistir, é  que poderia ser uma comédia bem divertida. Após vê-lo eu percebi que… era exatamente isso! Ele é bem divertido e com piadas pontuais. Os motivos da protagonista como também o seu objetivo são bem embasados, e em apenas 12 minutos já conseguiu entregar algo bem completo e engraçado, mesmo com um humor puramente “ecchi”. Porém , parece que o autor usou um pouco de criatividade pra tentar não ficar tão repetitivo e clichê, claro que ainda tem cenas meio comuns de ecchi, porém há outras que parecem ser muito características só desse anime, o que é um bom diferencial.

©Ao-chan Can’t Study!/ Silver Link.

Os personagens são bem carismáticos, a Ao é bem engraçada e é interessante que apesar dos seus pensamentos “sujos’, ela ainda é uma jovem adolescente que tem vergonha disso, e não uma ninfomaníaca. Já o Kijima com certeza será um dos personagens mais queridos pelo público, em especial o feminino, porque ele demonstrou ser um cara legal e divertido e principalmente uma pessoa gentil que parece realmente gostar da Ao. Também acredito que esse episódio talvez queira passar uma mensagem de “Não importa o quanto você evite, o amor sempre vai acabar chegando em você“. E é interessante que apesar de que, talvez, para algumas pessoas pareça que a Ao começou a gostar dele do nada, na verdade ela já demonstrou prestar atenção nele antes, e só percebeu que estava realmente interessada nele no momento em que houve o confronto direto.

Análise técnica

Em relação ao roteiro, ele tem uma comedia tranquila e bem pontual, os acontecimentos ocorrem de forma bem linear com uma piada de cada vez, e não tira o foco do romance que começou a se desenvolver. Apesar da demografia ser Shounen, ele  pareceu ter bastante de “Shoujo”, eu acredito que esse roteiro pode agradar tanto o publico feminino quanto o masculino, já que o romance parece ser bem bonitinho, além da comedia ser apenas um auxiliar para o romance. Sobre a animação, achei bem feita porém nada fora do comum, sinceramente a coisa que mais me chamou a atenção em quesito de animação foi quando a Ao imaginou o Kijima mexendo a linguá, essa cena alem de muito engraçada estava bem animada e a cena que aparece o leão e o gorila, que estavam muito lindos. Como é um romance, existe uma certa necessidade de um bom Character Design e eles cumprem este quesito, os personagens estão bem bonitos e os olhos da Ao no final do episódio estavam lindíssimos e bem coloridos. A única exceção de “beleza” é o pai da Ao que recebeu um estilo mais puxado para a comedia, e ainda assim, ele tem um bom design; eu diria que este é o ponto alto da produção. Já no quesito dublagem a sincronização está bem feita, e a atuação dos dubladores é boa, porém o que mais se destaca é o dublador do Pai da Ao, o Kenjirou Tsuda, dublador experiente que fez um excelente trabalho dublando o personagem mais cômico do anime, quanto ao restante do elenco foram bem dublados porém mais ninguém se destacou muito.

©Ao-chan Can’t Study!/ Silver Link.

Pontos positivos X Pontos negativos

O principal ponto negativo é a produção mediana, realmente não está ruim porém não se destaca, com exceção de poucos momentos ao longo do anime.

Mesmo assim os únicos pontos acima da média na produção são alguns momentos da animação, a dublagem do Pai da Ao e o character design que de longe é a melhor parte da produção. O tempo de duração do episodio também é um ponto positivo, já que o anime termina fechado e não é corrido, 12 minutos foram o suficiente para contar toda a historia de forma bem fluida. A comedia não tira o foco do romance, e mesmo com isso a comedia se mantem constante. Basicamente houve um equilíbrio correto entre os momentos de comedia e romance. Outro detalhe positivo são certas situações que usam de situações cômicas menos comuns, o que se deve a historia do anime.

Basicamente é um anime bem divertido que tem um bom balanço dos gêneros dentro dele, as questões de animação apesar de eu não achar grande coisa a maioria das cenas, por ser um anime de comedia não há a necessidade de uma mega produção nesse sentido, porém como um romance o design dos personagens foi um acerto. O anime por fim usa bem todos os elementos que tem, o ponto alto desse anime de fato é a direção.

©Ao-chan Can’t Study!/ Silver Link.

Vale a pena fazer a regra de 3? (assistir os 3 primeiros episódios)

SIM.

O anime é bem divertido e bonitinho, com certeza vale a pena.

Nota do episódio 01: 3/5

Fábio Muniz

Tenho 18 anos, carioca, e sempre vou aparecer por aqui com uma noticia nova ou um texto sobre o mundo da dublagem, quando não estiver pagando mico no podcast.

Posts Relacionados