Sky Castle – A importância de um bom desenvolvimento de personagem

Oi, pessoal! Aqui é a Bogo e a minha recomendação da vez é SKY Castle, um dos grandes títulos recentes que fez um sucesso danado e traz ótimas críticas quanto às relações humanas e à sistemas (como o educacional e o familiar).

Com tanta coisa acontecendo nesse drama, daria para abordar MUITOS assuntos. Porém, meu foco nesse post será o desenvolvimento dos personagens e como isso enriqueceu o enredo ainda mais. Vamos lá?

Obs: Esse texto é livre de spoilers. Então pode aproveitar para ler mesmo que ainda não tenha assistido!

Primeiramente, vamos entender onde estamos colocando o pé:

sky castle

© JTBC – SKY Castle

SKY Castle (SKY 캐슬) é uma produção da JTBC que foi ao ar no final de 2018 até o começo 2019. O dorama recebeu diversas críticas positivas e até mesmo prêmios.

Num tom parecido com esse drama estava The World of The Married, que também deu o que falar e teve altos índices de aceitação. Parece que a gente gosta mesmo de um fogo no parquinho, não é mesmo?

Apesar de ficar em uma posição abaixo na classificação de canais pagos, acho que SKY Castle soube explorar melhor o assunto e trazer lições sobre eles. (Obs: The World of The Married traz um plot sobre traição e vingança, com recortes bem tensos e tons bastante sérios)

Ainda estou assimilando o impacto que tive assistindo SKY Castle. Mas uma coisa tenho que dizer, esse drama realmente está agora no meu top 10 e desbancou muitos na frente. Não sei vocês, mas eu adoro uma trama que te puxa do primeiro ao último episódio, te deixa sem ar, te faz se colocar no lugar de vários personagens e o melhor: te faz questionar a sociedade. SKY Castle tem tudo e mais um pouco.

A trama

A história é focada no núcleo de famílias ricas e reconhecidas da Coreia que moram em um condomínio de mesmo nome da série. As personagens principais são as esposas que têm que lidar com toda a questão de inserção na sociedade, glamour e criação dos filhos. O tom de sátira e de crítica eleva essa trama a um nível superior.

JTBC

© JTBC – SKY Castle

Meus três pontos aqui são: a relação como família, como sociedade e como profissionais. Esse drama conta a história da nata da sociedade, mas há muitos aspectos que vazam para o geral. É impossível não ficar irritado profundamente em algum momento da série, porque eles forçam a sua cara contra a terra milhares de vezes e de propósito. A genialidade de nos fazer chamar todos de monstros enquanto tentam nos fazer simpatizar com eles é absurda. Mas, claro, nem todo mundo teria esse olhar.

JTBC

© JTBC – SKY Castle

Eu fiz questão de assistir a esse drama no Viki, por conta da ferramenta de comentários em tela – em que é possível ler comentários das cenas feitos por outros usuários na hora em que elas acontecem. Chega a ser engraçado o rage que muitas pessoas demonstraram. E estranhamente macabra a vontade de outras em se punir das piores formas os personagens, sendo que uma tecla que o drama mais bateu foi a de que somos seres humanos. É, pessoal. Seres humanos erram e erram demais.

E ninguém muda de uma hora pra outra. 

Já percebeu algumas histórias em que um personagem está lá só para ser malvado, só para ser bonzinho ou só para ser uma faceta, como a mãe básica, o pai básico ou o chefe básico? Em dorama isso é muito comum. Temos até atores e atrizes que são conhecidos por pegarem esses papéis. (A gente começa a ver já sabendo qual o papel deles ali)

AFFF

© JTBC – SKY Castle

Então, é aí que entra a importância de se fazer um bom desenvolvimento de personagem.

Que nada mais é que uma ferramenta de moldar personagens mais realistas. O porquê a personagem age assim e o que a influencia são traços importantes.

Ah, mas toda série já não traz isso? A resposta é: não, infelizmente. Não basta só mexer na personagem principal se todos ao redor permanecem apenas como cenários e muito menos se não há mudança aparente nessa principal. E, claro, não é jogo desenvolver tanto todas as personagens, mas mostrar outras faces é muito interessante.

O fato é: um bom desenvolvimento de personagem conta muito e é essencial para criar mais vínculos com nós que estamos assistindo. Não é de agora que as tramas de novelas asiáticas estão reparando o gesto de criar personagens muito antagônicos que só estão lá para serem discrepantes ou para estarem de apoio e isso está sendo refletido em novos perfis de dorameiras

Como é em SKY Castle?

JTBC

© JTBC – SKY Castle

Nessa história, temos claramente uma mente maligna, a personagem vilã. Porém, até ela é explicada, desenvolvida e a relação dela com outras personagens entra em choque diversas vezes. De mesma forma, nos são apresentadas personagens de apoio, que pertencem aos núcleos familiares e que conseguem ter mais de uma face e ideais revelados. Ou seja, isso mostra que pensam por si próprias e a pluralidade das mentes ali. 

Um dos pontos que mais me chamou atenção foi notar o olhar de cada personagem, tanto adulto quanto criança,  para cada situação e cada informação nova. Assim como, de onde eles tiram forças e quais são os medos que tomam conta dos si mesmos. Do impulso até o esforço para mudança ou para permanecer o mesmo.

Assim, o leque de consequências dos acontecimentos, por mais que levem para um mesmo entendimento e um mesmo ponto, nos dá aquele gostinho de continuar acompanhando. (Sem contar que a história em si é muito boa, a construção toda da série é bem elaborada e as críticas sociais ali são de matar)

Atores sky castle

© JTBC – SKY Castle

Enfim, ao trabalhar com as personagens que talvez fosse consideradas secundárias, SKY Castle consegue trazer mais pontos de ancoragem e de sustentação, o que também nos faz simpatizar com algumas delas. São filhos, pais, mães, colegas divididos em 4 núcleos principais de famílias que se mostram ser mais do que somente esses títulos. Abordam um outro lado do ser humano que poderia ser facilmente esquecido e um bom exemplo disso são as personagens jovens. Elas têm um grande papel nessa história e cada uma, com sua personalidade e sua vivência, transmite uma sensação sobre toda aquela situação que está acontecendo ao redor.

JTBC

© JTBC – SKY Castle

Dessa maneira, fica a questão:

A história é sobre um todo ou sobre um ponto? Quando é sobre o primeiro, por mais que tenha um enfoque em certas personagens, a influência das outras transborda no entendimento do público e transforma-se em algo bem mais amplo. Tornando, assim, possível que percebamos as repetições em padrões e formas de lidar diferentes.

Cada personagem tem personalidade e autonomia destacadas em SKY Castle. Desde a criação dos filhos, aos perrengues internos que cada um traz e aos ensinamentos passados por acontecimentos e por cada família, é feito um panorama de como o pensamento muda e como cada ação influencia tanto no andamento da história quanto no psicológico de cada um.

Como disse antes, ninguém muda do nada. E nessa trama cada mínima coisinha conta para entendermos (ou não – já que alguns personagens ainda trazem esse mistério por trás) o que se passa na cabeça desse povo. E, assim, o drama se encerra com várias lições para quem participa da história e para nós.

Esse dorama é sensacional. Além dos aspectos que discuti aqui, existem muitos outros que gostaria de trazer e por isso compartilho com vocês minha recomendação: assistam e prestem atenção nos detalhes, em cada personagem, cada entonação, cada representação.

  • Leia mais artigos sobre dramas aqui!
Follow Me:

Posts Relacionados