Tate no Yuusha no Nariagari #EP01 ⌈Análise Semanal⌋

Tate no Yuusha no Nariagari #EP01 ⌈Análise Semanal⌋

Apresentação do episódio

Aqui está um dos Isekais da temporada, e quando vi sobre ele fiquei com um misto de animação e medo. Ele a principio me pareceu muito interessante, porém um anime que pode ser facilmente estragado. Apesar de ser uma proposta em sua base comum, a “mitologia” dos 4 heróis me chamou muito atenção e me animou bastante, o fato do protagonista utilizar um escudo também foi algo que chamou a atenção, com curiosidade, porque raramente personagens que usam apenas escudos são protagonistas e não sabia se conseguiriam proporcionar boas lutas. Então basicamente antes de ver esse anime, ele já me pareceu muito interessante e foi o que mais me deixou hypado essa temporada, porém também fiquei preocupado quanto a execução do mesmo.

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

-Primeira metade

O anime já começa com um sonho de Naofumi, nosso protagonista, ele se apresenta como um otaku comum, mas não precisa trabalhar porque salvou seu irmão anos atrás e agora é sustentado. Acredito que esta informação seja desenvolvida mais pra frente, inclusive como o motivo dele ser o escolhido como um dos heróis.

Esse anime foi adaptado de uma ligth novel. embora eu não tenha lido a obra original, gostaria de especular uma teoria. Naofumi, para passar o tempo vai a biblioteca ler light novels e um dia um livro misterioso cai em sua cabeça, ele começa a folhear , mas de repente é invocado para outro mundo.

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

Chegando lá Naofumi descobre que está no mundo em que o livro descrevia, e que o mesmo se tornaria o Herói do Escudo (O qual ele mesmo tinha dando uma desdenhada antes). O nosso protagonista se surpreende com a atitude de “seus companheiros” que exigiram algum tipo de recompensa ou garantia. Eles foram levados a presença do Rei que não deu a mínima pro Noafumi. Em seguida ele explicou que não estavam mais dando conta das ondas, e que precisavam da ajuda dos heróis, porém os 4 precisariam treinar para ficarem mais fortes. Na mesma noite teve a revelação de que cada um dos heróis vieram de um mundo diferente (isso é interessante mas não acredito que passe disso).

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

No dia seguinte todos se apresentaram para conseguir seus companheiros, porem nenhum queria ir com Naofumi, o que o deixou em desespero; mas logo Mein, uma das que se ofereceu para ser a companheira do Herói da Lança se prontifica a seguir o Herói do Escudo, e juntos vão comprar equipamentos, embora ele não possa portar nenhuma arma além do escudo lendário obtido anteriormente, eles se contentam com apenas uma armadura nova para o Naofumi.

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

-Segunda metade

Nosso herói começa seu treinamento, e depois de treinar ele e Mein vão jantar. Quando ela insiste para beberem… Ele não bebe (boa garoto), mas isso não o impede de ser roubado pela sua companheira de viagem. Naofumi foi levado ao rei, onde foi injustamente acusado de estuprar Mein que manipulava a todos. O Herói do escudo é condenado por provas falsas, porém não podiam mata-lo por ser um dos heróis deste mundo, e também não pode ser mandado de volta, já que se de fato houvesse de ocorrer, todos os 4 heróis ão de retornar juntos. Então como punição Naofumi é libertado, porém todos agora sabem do “seu crime” e terá que viver pra sempre com o peso da injustiça.

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

Naofumi muda muito, ele sente o peso da injustiça, da ingratidão e do egoismo de todos a sua volta. Ele é atacado pelo ferreiro, porem o senhor percebe que o olhar do escudeiro era de alguém inocente. Desta forma, ele lhe dá uma capa verde e bonita.

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

Naofumi se torna frio, em contra partida também fica mais forte o suficiente para se defender sozinho, chega até a liberar uma nova forma do seu escudo na sua “arvore de talentos”, com a skill “Leaf Shield”; e consegue ganhar algum dinheiro, porém se encontra em estado de estagnação, o protagonista já não consegue ficar mais forte sem companheiros, e ninguém quer se preocupar com um herói fracassado, então ele encontra um homem estranho (muito estranho por sinal, não falem com estranhos crianças, e nem comprem escravos), esse homem era um comerciante de escravos e estava disposto a vender para Naofumi sua primeira companheira, que nunca mentiria nem o trairia. Uma Ajin.

© Kinema Citrus/ Tate no Yuusha no Nariagari

-Conclusão

Meu veredito, bom como posso dizer?… achei INCRÍVEL, esse episódio superou em muito minhas expectativas, sim sim, vamos com calma ainda é difícil dizer como isso vai se desenrolar, mas achei esse episodio ótimo, o timing dele foi perfeito pra mim. É um protagonista que me identifiquei e tenho certeza que muitos vão também, espero que os próximos episódios se sigam no mesmo estilo, claro tendo mais “energia” como essa foi a introdução então é normal ter muito mais diálogo e explicação que ação, mas foi tão bem construído e interessante que não fica massante em momento algum, e o character desing e background estavam muito lindos também. agora só nós resta aguardar o próximo episodio e não sei vocês, mas estarei esperando anciosamente pelos próximos.

Nota do episódio: 5/5

Fábio Muniz

Tenho 18 anos, carioca, e sempre vou aparecer por aqui com uma noticia nova ou um texto sobre o mundo da dublagem, quando não estiver pagando mico no podcast.

Posts Relacionados