Toaru Majutsu No Index III #EP10 e #EP11⌈Análise Semanal⌋

Toaru Majutsu No Index III #EP10 e #EP11⌈Análise Semanal⌋

Ainda não viu as análises dos episódios anteriores? Então clique aqui para ser direcionado à página de análises de Toaru Majutsu no Index III

Apresentação do episódio

Index é uma das séries que mais sofre com cortes no material original. Na realidade, lightnovels sempre sofrem com cortes nas adaptações, em sua maioria necessários devido ao estilo da narrativa. Mas no caso de Index, os cortes sempre foram em coisas muito importantes, eu sou um assíduo fã da série, mas também sou crítico ferrenho da direção dela.

Episódio 10

Com o passar dos anos, uma das minhas maiores reclamações com a franquia sempre foi o ritmo e os cortes no material original. Até então, a maioria desses cortes eram no mínimo aceitáveis. Mas nesse arco em específico, tudo deveria ser explicado de uma maneira em que ficasse entendível, até porque, esse arco é um prelúdio do último arco do velho testamento (Index é dividido em novo e velho testamento).

J.C Staff©

Eu sempre gosto de reforçar que a maioria das minhas cenas favoritas de Index são as da Misaka junto com o Touma. Sério, são poucos os casais em anime que tem uma química tão boa quanto a desses dois. As cenas dos dois juntos sempre conseguem me trazer uma sensação boa.

J.C Staff©

Eu nunca fui muito fã dessa parte do avião, mesmo quando eu estava lendo a novel eu já empurrava ela com a barriga. Eu acho muito chato esse confronto do Touma com os terroristas, e é por isso que esse episódio não me interessou tanto, mas se tem algo que me deixou feliz foi a boa escolha de ter menos cortes em comparação aos outros episódios.

Episódio 11

Nosso herói chegando na Inglaterra pode ser algo comum, visto que já vimos ele viajando para vários países. Mas para os fãs da franquia esse acontecimento tem uma importância gigantesca. Eu passei os últimos anos vendo como eles mostrariam a Inglaterra no anime. O porque disso é muito fácil de explicar. Enquanto que a cidade acadêmica é maior representação do lado da ciência, Londres/Inglaterra são as maiores representações para o lado da magia. O país é realmente a casa da magia.

J.C Staff©

As explicações sobre a primeira curtana já deixaram meio óbvio o que viria a acontecer, a desculpa do ”Desaparecimento” da primeira versão da espada deixa bem claro que ela iria aparecer em certo momento. Mas é impressionante que uma espada consiga ter um poder equivalente ou acima de um anjo.

J.C Staff©

Destaque também para  família real. A cena da selfie do Touma com as princesas foi um dos momentos mais engraçados da franquia até agora, apesar da personalidade séria da rainha e das princesas, da para ver que realmente elas gostam de aparecer.

J.C Staff©

A aparição da Newlight não me empolgou tanto, eu não sou o maior fã do grupo. Com exceção de Lessar, o resto dos membros não me fazem importar. O que me empolgou mesmo foi a aparição de Oriana Thomson, que agora está trabalhando para Inglaterra. Sua última aparição na franquia havia sido no Daihasei Festival Arc. A revelação de que uma das princesas e o líder dos cavaleiros são traidores não foi tão surpreendente, dava para ver que havia um descontentamento entre duas das irmãs, só o que faltava mesmo era saber qual era a traidora.

Conclusão

Esses dois episódios foram os melhores até agora, o ritmo foi estável e os acontecimentos foram bem divertidos de se acompanhar. No geral, o desenvolvimento foi bom e me parece que eles não vão cortar muita coisa para acelerar o arco. Será que a série finalmente vai consertar o seu estilo de ritmo bem no final do antigo testamento? vamos esperar para ver.

Nota dos episódios: 4/5

Pedro Guarani

Tenho 23 anos de idade, sou apaixonado pela parte técnica da animação japonesa. Escrevo sobre animação, enquanto tento engolir o fato de que meu melhor amigo me trocou pela namorada.

Posts Relacionados