Duas mensagens do mundo de Howl para a vida – O Castelo Animado

O Castelo Animado

® Castelo Animado, Ghibli

Olá! Aqui é o Bruno, também conhecido como D.A(Doctor Anime), e hoje vamos falar sobre Duas mensagens do mundo de Howl para a vida, suas simbologias e os significados por trás dessa grandiosa obra do Studio Ghibli.  

Provavelmente você já deve ter ouvido falar a respeito de alguma obra do mestre Hayao Miyazaki, como a Viagem de Chihiro, ou então Meu Amigo Tororo. Entretanto, poucos conhecem a obra Hauru no Ugoku Shiro, traduzida como: O Castelo Animado.

Essa obra, baseada no livro de nome Howl’s Moving Castle, da escritora Diana Wynne Jones, retrata um universo mágico sobre a história de Sophie, uma moça que acaba por cruzar seu destino com o do bruxo Howl. Por isso, a garota acaba sofrendo com a maldição da Bruxa das Terras Desoladas, tornando-se uma velha. Dessa forma, Sophie decide ir, mesmo que velha, atrás de Howl para consertar sua vida. 

Nesse ponto, peço atentamente para que, caso você não tenha assistido essa animação, pause a leitura deste texto, para que possa ver essa obra de arte e depois retorne, pois daqui para frente teremos vários spoilers!

Alerta de Spoiler

Alerta de Spoiler!

Muitas pessoas ao verem o Castelo Animado acabam não gostando tanto, já que esse filme é repleto de simbologias e significados escondidos nos detalhes, o que não só permite várias interpretações, como também dificulta a compreensão total do filme. Lembrando que essas são partes das minhas visões acerca da obra, portanto, aproveite para comentar no post qual a sua visão sobre tudo isso 🙂

A maldição de Sophie

Sophie após a maldição

® O Castelo Animado, Ghibli

O motor principal da obra com certeza é a magia colocada sobre Sophie pela Bruxa das Terras Desoladas, porém, esse é um dos mistérios da obra, já que ela não é completamente explicada por Howl ou pela autora da maldição. Entretanto, o que sabemos durante o filme? Sophie, ao longo da metragem, vai tornando-se cada vez mais jovem conforme se aproxima de Howl, ou melhor, quanto mais ela consegue abrir seu coração e sentimento com o bruxo, mais ela vai se tornando jovem.

Ou seja, a maldição de Sophie está relacionada diretamente aos sentimentos dela, o quanto ela nega eles e o quanto ela aceita. Quanto mais ela consegue ser “Sophie” e aberta ao mundo, mais ela se torna jovial e bela, enquanto que ao se tornar ranzinza e fechada, sua aparência tende à velhice. 

E qual seria o motivo dela ter recebido a maldição? Simples. No começo do filme, ela é quem encontra Howl, enquanto que a Bruxa das Terras Desoladas era extremamente desejosa pelo amor não correspondido pelo bruxo. Já que Sophie tinha conseguido se aproximar dele, a mulher coloca uma maldição sobre a protagonista, a fim de que ela se torne velha e Howl não se interesse por ela, exatamente por Sophie não admitir a possibilidade de sua beleza e do bruxo se interessar por alguém como ela. 

Ou seja, a maldição que há nela, na verdade, é algo relacionado a todos nós, nossa falta de amor próprio e falta de autoaceitação. Sempre nos criticamos e nos colocamos aquém daquilo que desejamos alcançar ou de quem amamos, por isso sempre ficamos feios aos nossos olhos, sem beleza, como se nossa “época de ouro” já tivesse passado, e essa talvez seja uma das maiores lições desse filme.

Sophie mais nova falando com Howl

® O Castelo Animado, Ghibli

A Guerra

Sophie vê a guerra

® O Castelo Animado, Ghibli

Um dos elementos presentes em boa parte das obras do mestre Miyazaki, tal como Vidas ao Vento, Nauusica e Porco Rosso é o elemento da Guerra, referentes à Segunda Guerra Mundial. Miyazaki teve parte de sua vida afetada pelo evento mundial, seu pai, Katsuji Miyazaki, era diretor da Miyazaki Airplanes, empresa que fabricava o leme dos caças de combates japoneses durante a Segunda Guerra. Por causa disso, o clima referente a Grande Guerra permeava a casa do futuro premiado diretor de animação, somando a isso a troca de vida em duas cidades devido a bombardeios advindos dos combates entre as potências. 

Toda essa mistura de acontecimentos e passado do autor fizeram com que, em muito de seus filmes, elementos que trouxessem à tona a Segunda Guerra Mundial fossem presentes, principalmente na sua famosa obra “O Cemitério de Vagalumes”.

E como parte desse universo, o mundo de Howl não poderia ser exceção.

A partir de certo momento, na animação, o Bruxo é convocado pela Corte Real para que fizesse parte do exército real na batalha. De princípio, Howl é extremamente contra, achando a guerra algo fútil, entretanto, depois de perceber seu amor por Sophie, o homem entra de cabeça no combate. Isso mostra a preocupação do autor da animação com a pergunta do “Por que as pessoas lutam?” A resposta achada por Miayzaki é exatamente essa, por amor, para proteger o que amam, Howl nunca achou a guerra algo com significado, era apenas um local para satisfazer o ego dos governantes, porém, a partir do ponto em que o evento ameaça a vida de Sophie, ele vê razões para lutar contra os que enfrentavam o país. 

Cada vez que Howl usava seus poderes para lutar, ele vai se tornando mais demoníaco, ao ponto que seu companheiro Calcifer lhe alerta que se continuasse assim ele não poderia retornar a ser humano. Através dessa alegoria, o diretor da animação simboliza que a guerra e o sentimento dela nos consome, vai acabando com nossa humanidade aos poucos, nos tornando monstros e quando notamos estamos tomados por esse sentimento de caos e destruição, perdendo, portanto, a humanidade.

Howl se torna um monstro - Castelo Animado

® O Castelo Animado, Ghibli

Mais uma vez, obrigado pelo espaço e tempo de leitura!

Espero que esse texto possa ter lhe ajudado de alguma forma a esclarecer algumas lacunas dessa maravilhosa obra. Referências e mais textos encontram-se logo abaixo.

Você já leu alguma vez sobre Psycho Pass? Já pensou em um sistema capaz de julgar tudo perfeitamente? Não? Então dê uma olhada nesse artigo

Referências:

Bruno Rezende

Estudante, 23 anos, curioso e leitor assíduo. Apaixonado por animes, e sempre afim de aprender.
Follow Me:

Posts Relacionados