Hanyo no Yashahime será exibido pela Crunchyroll

Hanyo no Yashahime

A Crunchyroll anunciou nesta quarta-feira, dia 23, que fará a exibição do anime spinoff baseado na franquia InuYasha, de Rumiko Takahashi, intitulado Yashahime: Princess Half-Demon (Hanyo no Yashahime), para Brasil Portugal com áudio em japonês e legendas em português, logo após a transmissão na TV japonesa, com estreia marcada para o dia 3 de outubro, às 7:00 Brasília/11:00 Lisboa.

Confira:

Sinopse:

“Yashahime: Princess Half-Demon conta a história das filhas de Sesshomaru e Inuyasha em uma jornada através do tempo. No Japão feudal, um incêndio florestal separa as gêmeas meio-youkai Towa e Setsuna. Em busca de sua irmã, Towa acaba entrando num misterioso túnel que a leva para o Japão moderno, onde ela é criada por Sota, irmão de Kagome Higurashi. Dez anos depois, o túnel que conecta as duas eras se reabre, permitindo que Towa reencontre sua irmã, que tornou-se uma caçadora de youkai a serviço de Kohaku. Para espanto de Towa, Setsuna parece ter se esquecido completamente ela. Junto de Moroha, filha de Inuyasha e Kagome, as três jovens viajam pelas eras numa aventura para reaver seu passado perdido.”

Com produção pelo estúdio Sunrise, o anime de Yashahime: Princess Half-Demon contará com Teruo Sato (diretor de alguns episódios de InuYasha) na direção ao mesmo tempo que Katsuyuki Sumisawa trabalha nos roteiros. A própria autora do mangá está sendo creditada como a designer principal de personagens, contando com a volta de Yoshihito Hishinuma na adaptação do projeto para a animação. Kaoru Wada também está de volta a uma produção de InuYasha para compor as músicas.

Rumiko Takahashi lançou o mangá original de InuYasha na revista Weekly Shonen Sunday em 1996 e encerrando em 2008. Uma adaptação em anime foi ao ar no Japão entre os anos de 2000 2004, contabilizando 167 episódios. Entretanto, uma nova produção animada, intitulada InuYasha: The Final Act, foi exibido de 2009 a 2010 para concluir a saga, que ainda inspirou um curta e 4 filmes.

Enfim, confira a nossa análise sobre a obra clicando aqui.

Fonte: Aqui!

Follow Me:

Posts Relacionados