Mercado japonês de mangás volta a crescer em 2018

A All Japan Magazine e a Book Publisher’s and Editor’s Association (AJPEA) divulgaram um relatório em fevereiro o qual estima-se que as vendas de mangás, físicos e digitais, cresceram 1,9% em 2018, totalizando 441,4 bilhões de ienes (aproximadamente 3,96 bilhões de dólares).

Gráfico de vendas

Em números, faturou-se cerca de 158,8 bilhões de ienes (1,42 bilhão de dólares) com vendas de mangás físicos compilados (tankoubon), uma queda de 4,7% em relação ao ano anterior. Também houve queda nas vendas dos mesmos físicos faturando, no total, 82,4 bilhões de ienes (aproximadamente 739 milhões de dólares).

Tal crescimento mediou-se pela venda de livros e revistas de mangás digitais, tendo o primeiro um aumento de 14,8% o que acarretou no faturamento de 196,5 bilhões de ienes (cerca de 1,76 bilhão de dólares), e as venda da revista subiram 2,8%, chegando a marca de 3,7 bilhões de ienes (aproximadamente 33,2 milhões de dólares).

Por último, no ano passado o mercado digital foi responsável por 44,9% do mercado global de mangás.

2017

Em 2017, a AJPEA publicou um relatório em dezembro de 2017 que estimou queda de 12% na venda física de volumes de livros de mangás entre janeiro de novembro do mesmo ano.

Fonte: Aqui

Posts Relacionados