Yuukoku no Moriarty e a psicologia das cores

Oi eu sou o Bruno e vou falar dessa vez de anime. Todavia, um ponto especifico, ou nem tanto.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Como já exposto no título, vou explorar um pouco a adaptação para anime da obra Yuukoku no Moriarty ou Moriarty o Patriota.

Este anime aborda de maneira nova o universo de Sherlock Holmes. Anteriormente falei de uma adaptação original chamada Kabukichou Sherlock, e vale a pena conferir depois. Nesse novo projeto, acompanhamos o vilão das histórias clássicas, James Moriarty.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Sinopse

A história gira em torno de James Moriarty, o famoso antagonista da série de Sir Arthur Conan Doyle, “Sherlock Holmes”. Nesta história, ele é um órfão que ganha o nome “William James Moriaty” quando seu irmão mais novo e ele são adotados pela família Moriarty. Seu objetivo, enquanto jovem, é dar fim aos problemas causados pelo rigoroso sistema de classes da Inglaterra.

A animação, trouxe algo bem distinto para a narrativa dessa obra, tal característica é o uso das cores. No entanto, irei abordar tão somente, o primeiro episódio, ou seja, sem muitos spoilers do anime.

Psicologia das Cores?

A principio vou contextualizar a você, que já estudei durante um tempo Marketing, Design e propaganda, não sou claro nenhum especialista nem o melhor estudante. Entretanto o conceito de como as cores são usadas em produtos e diferentes mídias não é totalmente novo para mim, e por conta disso fiquei curioso para analisar como as cores foram usadas no anime.

Antes de mais nada, vou esclarecer o que é afinal essa Psicologia das cores:

A Psicologia das Cores se resume em um estudo aprofundado sobre como o cérebro humano identifica as cores existentes e as transformam em sensações ou emoções.  Este é um estudo psicológico que aliado à Teoria das Cores, ajuda a compreender a influência das cores nas emoções e nos sentidos de quem as percebe.(Fonte: Aqui)

Assim fica claro que o uso das cores é algo que já é pensado e utilizado há algum tempo. Além de possuir um papel principal em campanhas de marketing e na própria criação de logos, o uso das cores é muito visto no cinema. Além de, claro, no audiovisual como um todo. Como por exemplo séries e no nosso caso Animes!

© Yukoku no Moriarty – Production I.G

 

 

Introdução

Em princípio, o anime constrói narrativamente uma cena dinâmica, onde observamos a cidade e um personagem. Em seguida fica clara a perseguição que a criança sofre pelas ruas de Londres. Similarmente essa história é aprofundada e contada com o uso das cores em cena.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

O Vermelho pode ser entendido tanto como paixão, como também violência. Ao mostrar a cidade pintada em tons sombrios fica clara a alusão ao sangue. Em seguida, temos mais amostras da variedade do uso do vermelho. A arquitetura é apresentada sob uma lente vermelha escura, como se sua fúria partisse para algo.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Uma vez que o cenário é posto, vemos a vítima dessa fúria, e na criança a cor ganha tons diferentes. Menos intenso, o vermelho parece cercar e logo consumir o jovem. Essa representação não apenas conta essa história, como nos leva a sentir junto da criança. Somos tragados por essa cidade sangrenta, pintada de vermelho.

Personagens

Ainda em uma das cenas iniciais somos apresentados ao vilão da vez. Talvez provavelmente, vilão não seja o termo certo, já que Moriarty se mostra um anti-herói. Mas para fim de simplificação chamarei este personagem de vilão. De fato, a identidade do personagem não é revelada de cara. Mas através das cores, tudo a seu respeito já é dito.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Logo após a captura da criança, vemos o vermelho dar lugar ao roxo ou violeta, introduzindo essas figuras. Dessa vez as cores representam a nobreza, crueldade, arrogância e o poder. Existe claro uma conotação de luxúria e erotismo uma vez que o vermelho e o roxo passam isso. E logo isso também é referenciado em cena.

Por certo, outro personagem que tem um destaque em como as cores contam suas emoções e seu estado menta, é o pai da vítima. Primeiramente, encontramos o personagem vivendo o luto. Tal traço é mais uma vez posto em palavras e ações, mas também evidenciado nos olhos.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Porém, mudanças ocorrem e o mesmo é apresentado a chance de se vingar contra o assassino do filho.  Então, quando sua figura é apresentada novamente, seus olhos carregam um tom azul. Que por sua vez são lidos como frieza, resolução, ordem e até mesmo calma. No entanto o vermelho também tem destaque, simbolizando a violência e a fúria.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Ademais, ao confrontar o vilão, os olhos ganham o tom violeta. Assim como anteriormente, a simbologia remete ao poder. Dessa vez existe a troca de lados. Apesar disso, a cor ainda é acompanhada do preto que conta como o pai ainda está de luto pelo filho. Após a catarse de violência, o anime ainda volta ao personagem algumas vezes.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Moriarty, o irmão e a cidade

Faço ainda um destaque para o irmão de Moriarty, e seus olhos verdes, acompanhados de um lenço de mesma cor. A cor é sentida como calmante, associada a cura e ainda a renovação. Semelhantemente, o personagem é aquele que além de nunca perder a calma, é o responsável por ofertar ao pai a chance de vingança pelo filho. Construindo assim a ponte da renovação do personagem que estava em luto.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Ao mesmo tempo que esses outros personagens e cenários são vistos e explanados, Moriarty também é introduzido. Conforme já dito, ele é aqui um anti-herói, que usará de crimes para atacar criminosos, conforme seu julgamento. Em sua aparência fica claro o uso do vermelho e do marrom.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Logo a violência do vermelho é acompanhada da confiabilidade, estabilidade e até mesmo simplicidade criadas pelo marrom. Claro que seus cabelos dourados narram uma história associada a prosperidade e a riqueza. Além disso o dourado é usado também para destacar o contraste de uma rua pobre, para um prédio onde os nobres ricos passam tempo.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Por fim…

Todavia, claro que não são apenas esses elementos citados que trazem o uso das cores para complementar a história. Mas em suma tais cores e personagens foram muito bem explorados. Até mesmo no poster que divulga o anime, é possível sentir as emoções associadas o uso do vermelho, lilás e preto. Assim como a ilusão de degrade que toma a cidade atrás dos personagens.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Em outras cenas o mesmo uso é feito, seja para evidenciar o contraste social ou de poderes entre os personagens. Ainda mais, a animação consegue mostrar um mesmo local, mas tingindo de outra cor, contando com isso uma história. O mesmo local que antes dominado pelo vermelho, mostrou a morte de uma criança, agora está branco e em paz, diante da vingança proporcionada por Moriarty.

© Yuukoku no Moriarty – Production I.G

Créditos finais

Por fim, espero que esse texto tenha sido informativo e gerado curiosidade para com o anime. Claro as referencias que destaquei foram baseadas em minhas impressões e análises. Além de um guia do uso de cores, eu também tive como referencia um vídeo bem interessante do blog Brainstorm. 

Como fã de Sherlock e apreciador de obras do gênero, encaro esse anime do Moriarty como algo muito positivo. Deve agradar a quem quer um bom anime de mistério mas com resoluções diretas. No entanto, esse foi apenas o primeiro episódio. Irei aguardar para ver o desenvolvimento.

Ja pela arte e elementos narrativos a história caminha muito bem. Imagino que outras referencias ainda estão escondidas e vão vir futuramente. Lembre que críticas e sugestões são sempre bem vindas. Comenta, compartilha e

See You Later Elevator!

Posts Relacionados